Cultura

Foto: Divulgação

Um universo de magia e encantamento está para ser aberto em Palmas. A Aldeia Jiquitaia, o território de encontro da arte e da cultura, abre sua nona edição com o show do grupo Viola Quebrada, do Paraná. O número musical será apresentado às 20h no Teatro Sesc Palmas, localizado na Quadra 502 Norte, na Capital. A entrada é gratuita.

Criado em 1997, o Viola Quebrada é formado pelos músicos: Oswaldo Rios (voz e violão), Rogério Gulin (viola caipira), Rubens Pires (sanfona), Sandro Guaraná (contrabaixo), Marcão Saldanha (percussão e bateria), e Marinez Amatti (voz e violão). O nome do grupo foi tirado de uma canção de Mário de Andrade, escritor e um dos fundadores do modernismo brasileiro, além de pesquisador musical. O grupo tem como objetivo interpretar a música caipira brasileira, embora os integrantes tenham formações musicais diferentes, indo do erudito ao rock, passando pelo jazz e a MPB. Com uma tessitura de sons que às vezes parece ser um grupo de cordas, e uma delicadeza que ressalta a simplicidade das canções, o grupo expõe a alma do homem sertanejo com um toque urbano, por meio da harmonização obtida pela soma de diferentes tendências e experiências sonoras.

A discografia do grupo é formada pelo CD Viola Quebrada – 2000; CD duplo Viola Fandangueira – 2002; CD Sertaneja – 2003; CD Noites do Sertão – 2006; CD e DVD Viola Quebrada canta Cascatinha e Inhana – 2011. Ao longo de sua trajetória, o grupo já gravou com grandes nomes da música popular brasileira, a exemplo de Pena Branca e Xavantinho, Zeca Baleiro, Alaíde Costa, Roberto Côrrea, e As Galvão.

A programação da Aldeia Jiquitaia está imperdível, recheada de variadas e diversas atrações culturais. A mostra oferece espetáculos teatrais, dança, cinema, exposições, oficinas e intervenção urbana. Toda a sua programação está disponível no www.sescto.com.br.

A Aldeia Jiquitaia acontece de 15 a 25 de junho no Centro de Atividades do Sesc Palmas (502 Norte), no Parque Cesamar e em Taquaruçu. A entrada é gratuita para todas as atividades.

Por: Redação

Tags: Agenda Cultural, Aldeia Jiquitaia