Polí­cia

Foto: Divulgação

A Polícia Militar do Tocantins manifestou repudiar e lamentar matéria veiculada pelo Portal R7, intitulada "PM do Tocantins faz vídeo constrangedor para divulgar programa de combate às drogas". A PM do Estado realiza um trabalho de combate as drogas por meio do Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência (Proerd) e o vídeo, gravado por policiais do programa, já conseguiu mais de 1 milhão de visualizações

A matéria do R7 tenta constranger a apresentação dos policias. "Tá com paciência para sentir um pouco de vergonha alheia? Então dá o play no vídeo abaixo e se constranja junto com a gente assistindo a performance de três policiais militares do Tocantins cantando e dançando para divulgar um programa antidrogas", de acordo com o início da reportagem. 

Para a PM/TO, "a jornalista responsável pela matéria demonstra falta de conhecimento e despreparo e incapacidade de compreensão a respeito de um trabalho voluntário, altruísta e beneficente, desenvolvido por policiais militares através do Programa Educacional de Resistência às Drogas e  Violência - Proerd". 

Ainda de acordo com a Polícia Militar do Tocantins, o programa é desenvolvido em todo o País desde 1992 e busca conscientizar crianças e adolescentes sobre os perigos das drogas, onde policiais vão para as escolas levar informações de forma lúdica. "Só no Tocantins o Proerd já formou aproximadamente 330 mil crianças e adolescentes, além de três mil pais", segundo a PM/TO. 

Confira nota na íntegra 

Nota de repúdio 

A Polícia Militar do Estado do Tocantins vem por meio da presente nota manifestar total repúdio à matéria veiculada no Portal R7, na editoria Hora 7, intitulada “PM do Tocantins faz vídeo constrangedor para divulgar programa de combate às drogas”, inicialmente assinada pela jornalista Caroline Apple. No texto, a jornalista demonstra total falta de conhecimento, despreparo e incapacidade de compreensão a respeito de um trabalho voluntário, altruísta e beneficente, desenvolvido por policiais militares através do Programa Educacional de Resistência às Drogas e  Violência - PROERD.

O programa é desenvolvido em todo o país desde 1992 e busca conscientizar crianças e adolescentes sobre os perigos das drogas, onde policiais vão para as escolas levar informações de forma lúdica através de diversas estratégias, seja por meio da música, da dança, do teatro ou de palestras. Só no Tocantins o PROERD já formou aproximadamente 330 mil crianças e adolescentes, além de três mil pais.

A PMTO lamenta as críticas inconsistentes e incoerentes da jornalista que, como formadora de opinião, não soube ter o mínimo de bom senso em avaliar a contribuição social do vídeo, produzido de forma voluntária pelos próprios policiais militares, os quais se doam pela nobre causa de ver as crianças e adolescentes livres dos malefícios das drogas e da violência. Ainda que o caminho seja longo, a Polícia Militar do Tocantins não mede esforços para fazer a sua parte na construção de uma sociedade melhor e mais segura para todos.

Quartel do Comando Geral

Por: Redação

Tags: Polícia, Polícia Militar, Proerd