Economia

Foto: Marcos Filho

Araguaína cresce exponencialmente e uma das consequências é que cada vez tenha um número maior de alternativas em opções de lazer, atraindo um público diversificado. Com isso, a Capital do Boi Gordo vai, aos poucos, perdendo a características de amante incondicional do estilo sertanejo e abrindo oportunidade para outros estilos, como o rock.

Um empreendedor que resolveu investir contra o senso comum foi o André Pedreira, que há dois anos abriu o Clube do Rock. O bar fica localizado na Avenida Filadélfia. Ele conta que, a princípio, a área do estabelecimento era metade do que é atualmente, mas a demanda foi crescendo e logo foi preciso expandir para acomodar todos os clientes.

Diferencial

O local é aconchegante e estiloso, totalmente decorado para agradar aos amantes do rock. Por todos os lados há pôsteres das grandes referências do estilo: The Beatles, Nirvana, AC/DC, Metallica, Ramones, entre outros, além de instrumentos musicais como peças de decoração e até uma lojinha de camisetas e outros artigos.

Ideia

Filho de mineiros, André Pedreira é natural de Araguaína. Ele morou em Palmas por oito anos, onde se formou em Turismo e depois retornou à sua cidade natal. Em sociedade com os irmãos, abriu um bar em estilo Country, o Hill Billy, que inicialmente tinha proposta de tocar apenas música country, mas como o estilo não agradou muito ao público araguainense, logo teve que se adaptar ao sertanejo.

“Meu sonho sempre foi ter um bar Rock’n Roll, mas por uma questão de público consumidor e como era em sociedade com meus irmãos, a gente optou pelo sertanejo”, relata. O Hill Billy acabou fechando e André conta que nesse momento identificou sua oportunidade de empreender sozinho.

Logo surgiu um amigo, Cristiano Alves, cliente do antigo bar, que acreditou na ideia e se tornou seu sócio no novo empreendimento. “Ele ouviu minha proposta e propôs investir para que fizéssemos numa estrutura maior do que eu imaginava de início”, explicou.

Empreendimento

Atualmente, o Clube do Rock conta com seis funcionários e, nas noites de música ao vivo, às quartas-feiras, contrata pelo menos dois diaristas. O movimento é intenso e, a julgar pela animação da galera, não resta dúvida do sucesso e que quarta-feira é dia de rock em Araguaína. Comemorando dois anos de funcionamento, Pedreira se declara realizado: “Proporcionalmente, o bar é menor que o anterior, mas a minha satisfação pessoal não tem comparação!”, finalizou.

Por: Redação

Tags: André Pedreira, Araguaina