Estado

Foto: Divulgação

Por decisão unânime do Conselho Seccional, a OAB-TO (Ordem dos Advogados do Brasil no Tocantins) decidiu, nessa sexta-feira, 12 de agosto, criar uma comissão especial visando contribuir na mediação do conflito entre os sindicatos dos servidores públicos e o Governo do Estado que gerou a greve geral de várias categorias do funcionalismo estadual.

As atividades da comissão vão se iniciar já a partir de segunda-feira, 15 de agosto. A greve foi deflagrada no último dia 9 de agosto, com as categorias reivindicando a falta de pagamento da data-base (reposição da inflação prevista em lei). Por outro lado, o governo do Estado destaca que não há dinheiro para arcar com a reposição salarial e que a concessão, agora, feriria a Lei de Responsabilidade Fiscal.

“Possuímos colegas experientes nesta área e podemos somar nas negociações”, explicou o presidente da OAB, Walter Ohofugi.

Por: Redação

Tags: Greve, OAB, Walter Ohofugi