Economia

Foto: Divulgação

O Sebrae inicia nessa quinta-feira, dia 22, um esforço nacional para discutir o cenário do empreendedorismo digital e estimular o desenvolvimento de startups no Brasil, que crescem, e muito, mesmo na crise. Para isso, está coordenando um evento que vai acontecer simultaneamente em 48 cidades brasileiras: o Sebrae Startup Day. Nesse dia, mais de 10 mil pessoas, entre empreendedores, desenvolvedores/programadores, estudantes, designers, investidores, aceleradoras e incubadoras vão discutir o cenário atual do ecossistema empreendedor de negócios digitais brasileiro, as dificuldades e os desafios do mercado. É o maior evento do país voltado para startups.

No Tocantins, o Startup Day será em Palmas, no auditório do Sebrae, a partir das 9 horas da manhã. O evento, que é gratuito, contará com a participação de alguns dos mais importantes nomes ligados ao empreendedorismo digital. A palestra “Lean Startup: como empreender em tempos de crise” será apresentada por Rafael Carvalho, CEO da Biz Start. E Carlos Carneiro, CEO da ACE Start, abordará o tema “Gambiarra MVP”. Interessados em participar do evento podem se inscrever no link: https://goo.gl/FGxEwv ou pelo 0800 570 0800.

Além das palestras, no Startup Day os empreendedores terão contato com a experiência Sebrae de atendimento às startups (estratégia chamada de SebraeLikeaBoss). Entendidas como projeto ou empresa de base tecnológica que possui um modelo de negócio repetível e escalável caracterizado em um ambiente de extrema incerteza, as startups no Tocantins podem contar com o apoio do Sebrae. Somente no estado mais de 55 já foram atendidas pela instituição. De acordo com o banco de dados da Associação Brasileira de Startups (ABStartups) existem hoje 4.185 startups cadastradas no país – número que cresceu 30% entre 2015 e 2016, mesmo na crise.

De acordo com o diretor superintendente Omar Hennemann, o Sebrae apoia startups em todos os momentos da empresa inovadora, especialmente no momento de testar e validar a ideia do negócio e no momento de formalizar a empresa e colocá-la para funcionar. “E não poderia ser diferente, pois o nosso negócio é contribuir com o desenvolvimento de outros negócios”, afirmou Hennemann, ressaltando que o Sebrae também oferece soluções voltadas para os momentos de crescimento de uma startup.

Por: Redação

Tags: Omar Hennemann, Sebrae