Campo

Foto: Manoel Junior Açaí no Projeto São João Açaí no Projeto São João

A Secretaria do Desenvolvimento da Agricultura e Pecuária (Seagro), em parceria com o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) e Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), realiza no próximo dia 6, o “I Dia Técnico do Açaí no Tocantins”. O evento será no auditório da Seagro, em Palmas, e contará com a participação de acadêmicos, produtores agrícolas e técnicos.  A expectativa é que cerca de 100 pessoas participem do evento.

A programação do dia técnico acontece em duas etapas, sendo uma pela parte da manhã, quando serão ministradas três palestras voltadas para a cultura: “Cadeia produtiva do açaí de A a Z”; “A cultura do Açaí Irrigado no Projeto São João” e “Inovações na comercialização do açaí”. Os palestrantes falarão desde a produção de mudas, preparo do solo, combate as pragas e doenças,  escolha da área e os principais tipos de irrigação para a cultura do açaí.

Na ocasião, o produtor Wilson Grison, fará uma explanação explicando como funciona o plantio do açaí, enfocando a produção e as inovações da comercialização. O produtor é um dos pioneiros do fruto no Tocantins, possui plantio na sua propriedade em Lagoa da Confusão, região Sudoeste do Estado.

As inscrições serão realizadas no local do evento. Para mais informações ligar da Gerência de Agroenergia e Florestas da Seagro no fone: 3218-2185. Também é parceira no evento, a Organização das Cooperativas do Brasil (OCB/Secoop).

Visita técnica

Na segunda etapa, realizada no período da tarde, os participantes vão visitar um sistema de plantio de açaí, no Projeto de Irrigação São João, município de Porto Nacional, cerca de 30 km da Capital.

De acordo com o gerente de Agroenergia e Florestas, Carlos Manuel Carvalho Carreira, o dia técnico busca mostrar aos produtores do Estado mais uma atividade produtiva possível com capacidade de geração de renda. “A intenção é incentivar e mostrar aos produtores a viabilidade de produção do açaí no Tocantins. É um mercado em expansão no Brasil, portanto uma atividade lucrativa”.