Estado

Foto: Divulgação

O presidente da Comissão Episcopal para a Amazônia, cardeal Cláudio Hummes, faz uma visita à Arquidiocese de Palmas nesta semana. Hummes chegou à capital no fim desta segunda-feira, dia 3, e fica no estado até 7 de outubro, passando por Palmas, Jalapão, Lajeado, Tocantínia, Miracema do Tocantins, entre outros.

A programação oficial começa na manhã de hoje, na Catedral de Palmas, com reunião entre padres e diáconos da Arquidiocese. O cardeal almoça na residência do arcebispo Dom Pedro Brito Guimarães e, à noite, celebra missa na Catedral, a partir das 19h30.

Na quarta-feira pela manhã, Cláudio Hummes reúne-se com seminaristas e professores para uma conversa. Às 17h, celebra missa na Casa de Maria Rainha da Paz e participa, logo após, às 19h30, de um bate-papo com pastorais, movimentos, associações e comunidades de vida no Centro Pastoral Padre Alcides, na Paróquia Nossa Senhora de Fátima.

A última etapa da viagem será fora de Palmas. Na quinta, o cardeal visita o Jalapão (Mateiros e São Félix do Tocantins) e conhece alguns pontos turísticos da região, como a cachoeira da Formiga, Comunidade Mumbuca e fervedouros.

O último dia de sua agenda será marcado por visitas a cidade de Lajeado, Miracema e Tocantínia, além de conhecer aldeias Xerente e a Fazenda da Esperança. Em Miracema, Hummes será responsável por abrir um seminário sobre a Repam (Rede Eclesial Pan-Amazônica) criada para coordenar ações missionárias feitas na região Amazônica pela Igreja Católica.

História

Além de presidente da Comissão Episcopal para a Amazônia da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), Cláudio Hummes é arcebispo emérito de São Paulo. Gaúcho de Montenegro, Hummes tem 82 anos e foi ordenado padre em 1958, na cidade mineira de Divinópolis. Já foi bispo da Diocese de Santo André, arcebispo de Fortaleza e de São Paulo.

Como presidente da Comissão, é função do cardeal visitar regularmente todas as dioceses da Amazônia Legal, formada por nove Estados: Acre, Amapá, Amazonas, Mato Grosso, Pará, Rondônia, Roraima, Tocantins e Maranhão. 

Durante o XVII Congresso Eucarístico Nacional, realizado em agosto deste ano, Dom Cláudio Hummes citou as palavras ditas pelo Papa Francisco na Jornada Mundial da Juventude, que aconteceu em 2013, no Rio de Janeiro.

“O papa nos disse que a Igreja na Amazônia precisa arriscar e não ter medo. Não podemos perder a Amazônia, aqui onde já durante quatro séculos tantos missionários e missionárias deram sua vida e tantos hoje continuam a dar sua vida. Essa missão é nossa, é nosso maior e mais fascinante desafio missionário”, disse na época.