Educação

Foto: Adilvan Nogueira Para aderir ao programa, a secretária Wanessa Sechim reuniu-se com todos os gestores Para aderir ao programa, a secretária Wanessa Sechim reuniu-se com todos os gestores

A Secretaria de Estado da Educação, Juventude e Esportes (Seduc) implantará no Tocantins no próximo ano, em 12 escolas estaduais de Ensino Médio a modalidade em Tempo Integral. As unidades escolares  de Ensino Médio selecionadas cumpriram todos critérios exigidos pela Portaria nº1. 145/MEC, para adesão. 

De acordo com a publicação do Ministério da Educação (MEC) em 2017, no primeiro ano de vigência do programa, serão beneficiados 2.613 estudantes das cidades de Araguaína, Tocantinópolis, Arraias, Gurupi, Miracema, Palmas, Colinas do Tocantins, Guaraí e Dianópolis.

A Implementação de Escolas de Ensino Médio em Tempo Integral objetiva trabalhar a proposta pedagógica de escolas da rede pública do País, no qual tem como base a ampliação da jornada escolar e a formação integral do estudante, tanto nos aspectos cognitivos quanto socioemocionais, com base em quatro pilares da Educação: aprender a conhecer; a fazer; a conviver e a ser.

Em 2017, o Ensino Médio em Tempo Integral beneficiará cerca de 500 mil alunos em todo o Brasil. Para a titular da Pasta, professora Wanessa Sechim, “o Programa de Fomento à Implementação da Proposta Pedagógica para o Ensino Médio Integral contribuirá para a melhoria do processo ensino e aprendizagem, com foco nos ‘sonhos’ dos nossos alunos a continuar os estudos com o ingresso nas Instituições de Ensino Superior e entrar no mundo do trabalho”.

Wanessa Sechim ressaltou ainda que, para que os projetos dos estudantes sejam executados a Educação tem papel fundamental neste processo. “Nossos alunos precisam estar motivados, e as escolas podem contribuir por meio do incentivo, apoio, motivação, da inovação; pois isso, contribuirá para melhorar o desempenho do aluno, ampliar o seu aprendizado, e naturalmente melhorar o desempenho no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem)”, explicou a secretária. 

Adesão

Para aderir ao programa, a secretária Wanessa Sechim reuniu-se com todos os gestores da Educação, como os diretores Regionais, gestores das unidades escolares e coordenadores pedagógicos para apresentação e apreciação das unidades que serão efetivadas neste novo modelo educacional. A Seduc criou uma equipe de Implantação, com profissionais de diversos setores, para sistematização e acompanhamento da implementação do programa nestas escolas. O grupo discutirá nesta quinta-feira, 15, a construção de propostas coletivas juntamente com as escolas selecionadas pelo MEC.

As unidades escolares participantes do Programa deverão apresentar resultados efetivos como redução da média de abandono e reprovação, cumulativamente, conforme dados oficiais do Censo Escolar; taxa de participação na prova do Enem, de no mínimo 75% dos alunos de ensino médio matriculados, dentre outros. Os critérios da Avaliação de Desempenho propostos serão analisados no final do terceiro ano de implantação do programa. As escolas que não cumprirem as metas poderão ser desligadas e não serão substituídas de acordo com a Portaria supracitada.

Parceria

“A Implementação do Ensino Médio em Tempo Integral nestas 12 escolas do Tocantins é uma parceria estabelecida com o MEC e os Institutos Sonho Grande e Natura, que almejam formar alunos autônomos, solidários e qualificados. Neste modelo apresentado, os jovens aprendem a escolher a partir dos seus ideais, do futuro que almejam para a construção de sua vida”, frisou a Equipe de Implantação.

Com o apoio do MEC, a Seduc visa atender a meta seis do Plano Nacional de Educação (PNE), e cumprir o Plano de Governo, no qual propõe ofertar a educação integral por meio de atividades de acompanhamento pedagógico e multidisciplinar; e prioritariamente, as comunidades em situação de vulnerabilidade Social, fomentando a articulação da escola com os diferentes espaços educativos, culturais e esportivos.