Polí­cia

Foto: Divulgação

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) comandará a sexta edição da operação "Rodovida Cidades" que tem por meta a redução de acidentes graves no trânsito no período de maior movimento nas estradas, de 16 de dezembro de 2016 (férias escolares) até 5 de março de 2017 (carnaval).

A Operação Integrada Rodovida Cidades consiste num esforço governamental envolvendo a União, estados e municípios com o objetivo de reduzir os acidentes e as mortes no trânsito. Ações simultâneas e conjuntas em locais e horários pré-definidos buscam aumentar a presença e a disponibilidade dos órgãos públicos nas rodovias proporcionando segurança, conforto e fluidez.

A operação da Polícia Rodoviária Federal é uma ação do Ministério da Justiça e conta com o apoio da Presidência da República, da Casa Civil, Ministérios da Saúde, Cidades, Transportes e os órgãos estaduais e municipais. A operação encontra-se no rol das ações que contribuem para que o Brasil alcance a meta imposta pela Organização das Nações Unidas (ONU) para a Década Mundial da Segurança Viária – reduzir em 50% o número de mortos em decorrência de acidentes de trânsito

Pontos críticos 

Um levantamento feito pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) aponta os trechos considerados mais críticos nacionalmente para direcionar as ações integradas e simultâneas. O estudo considera os locais onde são registrados os maiores índices de acidentes graves, aqueles que resultam em morte ou algum ferido grave. 

De acordo com a PRF, Araguaína/TO está entre os 100 municípios nacionais com o maior índice de acidentes de trânsito registrados. A PRF vem intensificando diariamente a sua atuação nessa região, não obstante, em razão da Operação Rodovida Cidades, realizará ação mais intensiva naquela localidade entre os dias 16 e 18 de dezembro de 2016. A ação contará com equipes realizando ronda em viaturas, fiscalização com radar, educação para o trânsito e motopoliciamento. 

As ações da PRF, entretanto, não se restringem aos locais em que haverá o esforço conjunto. Acontecerão ao longo de toda a malha viária federal com o foco voltado para as ultrapassagens proibidas e forçadas, buscando prevenir as colisões frontais.

Segundo a PRF, desde novembro do corrente ano a fiscalização às ultrapassagens proibidas ganhou um reforço para coibir essa conduta, o endurecimento da legislação. O condutor que for flagrado em ultrapassagem em local proibido será autuado com multa de R$ 1.467,35, além de 7 pontos na CNH. Ademais, o motorista que for flagrado forçando a passagem, obrigando o outro veículo a frear ou desviar, pagará multa no valor de R$ 2.934,70. Lembrando que se houver reincidência em até 12 meses, o pagamento o valor da multa será pago em dobro e ocorrerá a suspensão da carteira de motorista.

Além das ultrapassagens, os esforços de fiscalização estarão voltados para coibir o excesso de velocidade, a embriaguez ao volante, o uso de cinto de segurança e transporte seguro de crianças, condutas responsáveis por elevados índices de letalidade. 

O endurecimento da Lei Seca já reflete resultados positivos nas rodovias federais. Vale lembrar que o condutor, que for flagrado dirigindo sob influência de álcool, receberá multa no valor de R$ 2.934,70 e 7 pontos na carteira, sanção também aplicada ao condutor que se negar a realizar o teste de etilômetro. 

As motocicletas, motonetas e ciclomotores também serão alvo das fiscalizações. Para aumentar a eficácia das fiscalizações a PRF tem investido em treinamento e capacitação dos policiais para atuarem no motopoliciamento, modalidade de patrulhamento sobre duas rodas, que dá agilidade ao policial durante o deslocamento em um trânsito intenso, fator importante principalmente em perímetro urbano.

Além da fiscalização direcionada e ininterrupta, a PRF conduz projetos destinados à educação para o trânsito, com o objetivo de provocar mudanças de atitudes e conscientizar todos os cidadãos, condutores ou não, sobre as suas responsabilidades na construção de um trânsito mais harmonioso e seguro. Os motoristas são convidados a participar do Cinema Rodoviário, uma ação que busca unir fiscalização e educação para o trânsito durante as abordagens nos postos da PRF e ao longo das rodovias. Através de conversas e exposição de vídeos curtos, os condutores são alertados sobre as graves consequências que atitudes incorretas podem acarretar.

Durante o período da Operação Rodovida Cidades, além da atuação contínua e diária da PRF, ocorrerão ações específicas também nos municípios de Guaraí (22 e 23 de dezembro) e Gurupi (27 a 29 de janeiro). O enceramento estadual das atividades desenvolver-se-á em Araguaína entre os dias 27 de fevereiro e 01 de março (carnaval).