Estado

Foto: Shara Rezende Miranda informa que o Governo está se esforçando para reunir a quantia necessária ao pagamento do 13° Miranda informa que o Governo está se esforçando para reunir a quantia necessária ao pagamento do 13°

Em nota ao servidor divulgada nesta quarta-feira, 21 de dezembro, o governador do Tocantins, Marcelo Miranda, rebate declarações do presidente do Sindicato dos Servidores Públicos (Sisepe/TO), Cleiton Pinheiro, de que o Governo do Estado se cala e não dá explicações sobre o atraso do pagamento do 13° salário. "Em relação ao 13º salário, reforçamos que o Governo não está medindo esforços para reunir a quantia necessária para o pagamento e que, tão logo seja possível, honraremos com o compromisso", defende Miranda. 

O Sisepe notificou nessa terça-feira, 20, o Governo do Estado para o pagamento imediato do 13° salários dos servidores públicos.

O governador declara em nota a importância da transparência nos atos do Executivo, sem haver dúvidas das condutas tomadas pelo Governo. "Num momento difícil como o que atravessamos, quando os recursos públicos estaduais são escassos e administrados com o máximo rigor, é importante que todos os atos do Executivo sejam compartilhados e tratados com a maior transparência. Não podem haver dúvidas sobre as condutas e decisões que tomamos. Entendemos que a desinformação quebra a harmonia, gera desentendimentos e diminui sobremaneira a chance de revertermos nosso caminho rumo ao equilíbrio das contas públicas". 

Miranda lamentou em nota o que chamou de "manifestações oportunistas". "Lamentamos apenas que numa situação de exceção como esta caibam manifestações oportunistas, desrespeitosas e de fundo político-sindical. Entendemos que este é o momento no qual todos os esforços devem se convergir para que o Estado do Tocantins supere suas dificuldades e retome sua rota de crescimento". 

Confira nota na íntegra 

Nota ao Servidor 

Num momento difícil como o que atravessamos, quando os recursos públicos estaduais são escassos e administrados com o máximo rigor, é importante que todos os atos do Executivo sejam compartilhados e tratados com a maior transparência. Não podem haver dúvidas sobre as condutas e decisões que tomamos. Entendemos que a desinformação quebra a harmonia, gera desentendimentos e diminui sobremaneira a chance de revertermos nosso caminho rumo ao equilíbrio das contas públicas. 

Sobre as declarações do presidente do Sindicato dos Servidores Públicos (Sisepe), sr.Cleiton Pinheiro, feitas nesta terça-feira, 20, de modo diferente ao que foi colocado, o Governo do Estado do Tocantins tem sido um dos firmes interlocutores com o Governo Federal para a adoção de medidas que minimizem a crise financeira dos Estados. Todas as negociações e decisões oficiais sobre o repasse dos recursos oriundos da 'repatriação' têm sido informadas com transparência.

Reforçamos ainda que o Estado do Tocantins tem tomado várias medidas de contenção de despesas de forma a garantir um planejamento financeiro mínimo numa situação de exceção. A maior prova disso é que o pagamento dos salários dos funcionários públicos foi feito em dia durante todo o ano, enquanto outros estados parcelaram ou, sequer, pagaram os seus servidores. Todos os atos do Executivo têm se pautado pelo estrito cumprimento das leis. 

Em relação ao 13º salário, reforçamos que o Governo não está medindo esforços para reunir a quantia necessária para o pagamento e que, tão logo seja possível, honraremos com o compromisso.

Lamentamos apenas que numa situação de exceção como esta caibam manifestações oportunistas, desrespeitosas e de fundo político-sindical. Entendemos que este é o momento no qual todos os esforços devem se convergir para que o Estado do Tocantins supere suas dificuldades e retome sua rota de crescimento. 

Marcelo de Carvalho Miranda 

Governador do Tocantins