Empregos e Serviços

Foto: Divulgação

Na próxima terça-feira (24), a partir das 14 horas, será realizada uma programação especial no polo de Palmas da Universidade da Maturidade (UMA), ligada à Universidade Federal do Tocantins (UFT). O evento de tema “Aposentadoria e Cidadania” foi idealizado para celebrar o Dia Nacional do Aposentado, comemorado oficialmente no próximo dia 31.

O público-alvo é a comunidade acadêmica e demais interessados nos temas levantados. Dentro da programação, haverá o momento cultural com o Teatro Envelhecer, a Banda da Polícia Militar do Tocantins, entre outros artistas. Nas mesas-redondas serão discutidos os seguintes assuntos: “Reformas na Previdência Social: O que você precisa saber?” e “Programas de Preparação para Aposentadoria: Uma estratégia de cidadania”. Para a abordagem dos temas, foram convidadas autoridades representantes de importantes entidades, como a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB/TO), Tribunal de Contas do Estado do Tocantins (TCE/TO), Conselho Municipal do Idoso, entre outras. Confira a programação completa abaixo.

Segundo a coordenadora do polo de Palmas da UMA, Maria Margarete de Souza, o evento é de muita relevância para comunidade, tanto a idosa, quanto a jovem. “A presença das autoridades nos permite falar dos nossos direitos, e esclarecer sobre as reformas na previdência social. Na ocasião, será dado um alerta aos jovens sobre a contribuição ao Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), e por isso, também é importante a presença da juventude aqui”, declarou.

Ainda sobre a programação do evento, Margarete destaca a exposição de fotos da aluna da pós-graduação em Gerontologia, Sandra Muzi. “O tema da exposição é ‘O entardecer da vida! A administração do tempo na velhice’. Iremos montá-la no espaço da UMA especialmente para as atividades do Dia do Aposentado. As fotografias de Sandra trazem alguns alunos exercendo atividades e desenvolvendo projetos depois de aposentados, e por isso, achamos interessante ligar o evento à sua exposição”, concluiu.

O estagiário e ex-aluno da UMA, Hely de Carvalho, falou sobre a importância da data e da instituição para os idosos. “O nosso tempo de contribuição deve ser lembrado e comemorado, e por isso, eu estarei aqui para prestigiar o evento. Agradeço os coordenadores Neila de Osório e Luiz Neto pela iniciativa, e ressalto que essa instituição me veio em um momento de vazio, e abriu muitos horizontes. Diante de tanto desrespeito no dia a dia, aqui as pessoas nos ouvem, e nós nos sentimos amados”, disse.