Estado

Foto: Thiago Sá

O Governo do Tocantins recebe uma missão de gestores de transportes e obras de Moçambique, na próxima quarta-feira, dia 24. A comitiva estará reunindo-se com os gestores e técnicos da Agência Tocantinense de Transportes e Obras (Ageto), que desenvolvem o Programa de Desenvolvimento Regional Integrado e Sustentável (PDRIS) na modalidade Contrato de Restauração e Manutenção de Rodovias (CREMA).

A comitiva moçambicana composta por dez integrantes virá ao Tocantins para conferir o modelo do Crema, adotado pelo estado, visando “a troca de experiências e uma profunda aprendizagem na implementação e gestão deste tipo de contratos”, justificou em seu ofício o diretor geral da Administração Nacional de Estradas (ANE) de Moçambique, Marco Vaz dos Anjos.

Além de seis técnicos da ANE, também integram a equipe quatro profissionais do Fundo de Estradas (FE) daquele país, que são as entidades implementadoras e financiadoras, respectivamente, dos Programas de Construção, Reabilitação e Manutenção de Estradas e Pontes em Moçambique.

O secretário da Infraestrutura e presidente da Ageto, Sérgio Leão, disse que o órgão está preparado para receber a delegação de Moçambique. “Temos interesse em compartilhar nossas experiências com outros organismos de forma a ampliar o conhecimento sobre as lições aprendidas durante a execução dos projetos de desenvolvimento”, afirmou Leão.

Na programação do encontro entre os moçambicanos e os técnicos da Ageto constam a apresentação do PDRIS–Crema do Tocantins; a Projeto e definição das soluções técnicas para as intervenções nas rodovias estaduais; a Execução das obras de restauração e manutenção do Crema PDRIS, nos seis lotes em execução (1.500km) e uma visita aos trechos do Lote 01 executados pelo Crema.