Polí­cia

Foto: Divulgação

Uma ação de estratégia e inteligência realizada pelas Polícias Civil e Militar do Estado do Tocantins, com apoio da PM do Piauí, resultou na prisão de Manoel V. C. dos S., 43 anos de idade. Ele é suspeito de ser um dos autores do homicídio, que vitimou o sargento da Polícia Militar do Tocantins, Jandres Alves Bezerra, crime ocorrido no último dia 12 de maio, durante um assalto a um correspondente bancário, em Araguaína.

Após o crime, os policiais civis da Delegacia Estadual de Investigações Criminais (DEIC) coordenados pelo delegado José Anchieta de Menezes Filho, deram início às investigações e, com apoio da Polícia Militar do Tocantins, conseguiram identificar Manoel C. como sendo o comparsa de Paulo J. M., o qual morreu após resistir à prisão e trocar tiros com policiais, no mesmo dia do crime.

Após a identificação de Manoel, que também utiliza o nome de Elismar C. dos S., as forças de segurança empreenderam esforços para localizar seu paradeiro, sendo que, no último sábado, 20, o indivíduo foi preso pela PM do Piauí, pela prática do crime de porte ilegal de arma de fogo, quando se encontrava na cidade Canto do Buriti-PI.

Aos policiais, o homem confessou ser um dos autores da morte do Sargento Jandres e afirmou que, após o crime, teria ficado escondido no mato, durante dois dias e, logo após, teria ido para a cidade de Carolina-MA e depois, seguiu de ônibus para Canto do Buriti, sua terra natal, onde se encontrava escondido na casa de parentes.

Logo após a prisão do homem, o delegado Anchieta enviou ao Piauí, o mandado de prisão temporária em desfavor de Manoel V., o qual foi de imediato cumprido. O indivíduo permanece na cadeia de Canto do Buriti à disposição do Poder Judiciário do Tocantins.

Conforme o delegado Anchieta, já está sendo providenciado o recambiamento do suspeito do Piauí para Araguaína, a fim de que o mesmo responda pelo crime que lhe é imputado.

Por: Redação

Tags: Polícia, Polícia Civil, Polícia Militar