Polí­tica

Foto: Divulgação

O vereador professor Júnior Geo (PROS) aproveitou a audiência pública de prestação de contas da saúde nesta terça-feira, 30, na Câmara de Palmas/TO, para questionar a falta de cumprimento da carga horária dos médicos em centros de saúde. “Em meio a outros compromissos, estes profissionais não têm disponibilidade para cumprir sua jornada de trabalho junto ao município”, explicou o parlamentar.

Para o parlamentar não faz sentido a sociedade pagar a conta já que fazem o agendamento de suas consultas com médicos que não estão ali para realizá-las. "Muitas vezes a parte da população que precisa desses atendimentos não tem tempo e nem meios para se deslocar para essas consultas”.

O vereador também cobrou a instauração de procedimentos administrativos para apurar esses descumprimentos. “Somente o corte de ponto devido à ausência não é suficiente. Precisamos de processos administrativos disciplinares para que a situação não volte a ocorrer e a sociedade não fique no prejuízo”, justificou Geo.

Outro ponto que o vereador destacou foi acesso aos relatórios de prestação de contas antes das audiências para análise dos vereadores. “Não adianta realizar audiência apenas para cumprir tabela e esperar que tenhamos conhecimento adequado ao tema. Queremos entender os dados apresentados e para isso, precisamos estudá-los com antecedência”, pontuou.