Polí­cia

Foto: Divulgação

Dando continuidade às ações de combate e repressão ao tráfico de drogas, em Palmas e no interior do Tocantins, na tarde desta quinta-feira, 1° de junho, policiais civis da Delegacia Especializada na Repressão a Narcóticos (Denarc), coordenados pelo delegado Guilherme Rocha Martins, deflagraram mais uma operação de combate ao tráfico a qual resultou na apreensão de 50 kg de maconha e na prisão de Francisco E. G. P., 40 anos, Angela G. V. F., 25 anos, Jefferson P. G., 22 anos e Taislany J. de S., 18 anos de idade.

Conforme o delegado Guilherme, através de investigações, os policiais civis da Denarc levantaram informações de que Francisco E., considerado o chefe da quadrilha, o qual já havia sido preso pela Denarc e atualmente estava em liberdade, teria voltado a traficar drogas na Capital. Com base nessas informações, os investigadores intensificaram o monitoramento do indivíduo e descobriram que o mesmo havia alugado uma casa, no Setor Taquari para servir como depósito de drogas da quadrilha.

Os agentes também descobriram que Francisco havia cooptado Taislany para servir como (mula), ou seja, transportar a droga do Estado de Goiás para o Tocantins. Diante dos fatos, os policiais intensificaram o monitoramento da residência e, após algum tempo, flagraram mais pessoas conhecidas da Denarc entrando e saindo do imóvel, carregando pacotes, sendo que uma dessas pessoas era Ângela G..

Os agentes abordaram e prenderam, primeiramente, Francisco, quando o mesmo tentava esconder 7 kg de maconha, em um setor de invasões, localizado nos fundos do Case. Em seguida, Ângela foi abordada,quando chegava a sua residência, também no setor Taquari. Ao adentrar na casa, os policiais encontraram Jefferson G., manuseando certa quantidade de drogas. Após buscas no local, os agentes localizaram e apreenderam cerca de, 1,5kg de maconha, sendo que ambos foram presos em flagrante.

Logo depois, as equipes da Denarc deslocaram-se até a Quadra 210 Sul, onde localizaram e apreenderam, na casa de Taislany, 1 kg de maconha, sendo que a mulher também foi presa em flagrante. Ao ser ouvida pelo delgado, Taislany informou que havia uma grande quantidade de drogas na casa de Francisco, no Taquari e que o homem havia alugada a residência para a suspeita morar e, desta maneira, vigiar a droga.

No imóvel de Eridiberto, os investigadores apreenderam várias malas carregadas com mais de 40 kg de maconha que juntamente com as outras quantias apreendidas, totalizaram 50 kg do entorpecente. Diante das evidências, Francisco, Ângela, Jefferson e Tailany foram conduzidos à sede da Denarc, onde foram autuados em flagrante por tráfico de drogas e associação para o tráfico.

 Após os procedimentos cabíveis, os suspeitos foram encaminhados à Casa de Prisão Provisória de Palmas (CPPP) e as mulheres para a Unidade Prisional Feminina da Capital. Todos permanecerão à disposição do Poder Judiciário. 

Por: Redação

Tags: Maconha, Polícia, Polícia Civil