Educação

O Sindicato dos trabalhadores em Educação do Tocantins (Sintet), através do presidente José Roque Santiago, repudiou o episódio ocorrido na última quarta-feira, 9, com o professor Mariano Soares da Costa, em Araguaína, Região Norte do Tocantins, que atacado com violência por um ex- aluno, anteriormente expulso por agressão, em frente ao Colégio Estadual Guilherme Dourado.

Segundo o sindicato, assim como o professor Mariano, que também é diretor daquela unidade de ensino, milhares de profissionais são vítimas de violência e até mesmo de ameaças de morte."É diante deste cenário que profissionais da Educação trabalham. Não bastasse à desvalorização profissional é essa a realidade enfrentada dentro e fora dos muros das escolas por estes trabalhadores e trabalhadoras", frisa o Sintet. 

O Sintet além de se solidarizar com o professor Mariano, também presta apoio jurídico, através da assessoria jurídica sindical. "O professor Mariano, merece respeito e reverência, pois tem dedicado quase 30 anos de sua vida a levar conhecimento e a cultivar a aprendizagem", pontua o sindicato.