Polí­cia

Foto: Divulgação

Nos dias 11, 12 e 13, a Polícia Militar em parceria com o Naturatins realizou uma operação no Parque Estadual do Cantão, no intuito de coibir a pesca predatória e outros crimes ambientais. Durante as ações foram apreendidas 200 kg de pescado, 270 m de redes, cinco armas de fogo e 15 munições.

No sábado, através de embarcações, os policiais fizeram patrulhamento nos rios Coco, Javaé, Javaezinho e Araguaia. Neste último, a equipe avistou um barco transportando uma grande quantidade de pescado, conhecido como pirosca e materiais predatórios, sendo uma espingarda cartucheira de calibre 20 e uma munição do mesmo calibre. Os infratores eram índios da aldeia Macaúba. Os pescados apreendidos foram doados a comunidade carente do município de Caseara.

No dia seguinte, em patrulhamento terrestre, nas imediações da praia do Kicuia, município de Marianópolis, dois homens foram interceptados por estarem em atitudes suspeitas dentro do mato. Na abordagem os policiais constataram que eles portavam quatro armas de fogo, sendo dois rifles de calibre 22 e duas espingardas cartucheiras, além de 14 munições. Os autores foram encaminhados à Delegacia de Paraíso para as providências cabíveis.

Durante toda operação foram abordados de 23 barcos e 57 pessoas.