Polí­cia

Foto: Divulgação

A Polícia Civil do Tocantins, por intermédio da Delegacia Estadual de Repressão a Narcóticos (Denarc), deflagrou, na noite da última terça-feira, 22, uma operação de combate à criminalidade, a qual resultou na prisão de três pessoas e na apreensão de aproximadamente 3kg de maconha, na Capital.

Durante a operação foram presos acusados pelos crimes de tráfico de drogas e associação para o tráfico, Deidvaldo C. S. da C., 32 anos, Charles A. G., 34 anos e Samarya de O. S., 40 anos. Conforme a delegada Luciana Coelho Midlej, o grupo era responsável pela comercialização de drogas na região das Quadras 712 e 812 Sul e já estava sendo monitorado, há algum tempo.

No momento da abordagem, os policiais civis apreenderam em poder do grupo tabletes de maconha, porções já doladas da droga, balança de precisão, bem como insumos para embalar o entorpecente. Ainda segundo a delegada, a maior porção da droga estava enterrada, sendo necessária a ajuda de cães farejadores do Grupo de Operação com Cães (GOC), da Polícia Militar que prestou apoio à ação.

Deidvaldo, Charles e Samarya foram conduzidos à sede da Denarc para a realização dos procedimentos legais cabíveis. Após alguns levantamentos sobre a vida pregressa dos presos, os policiais civis descobriram que Deidvaldo, que usava tornozeleira eletrônica no momento em que foi abordado, foi condenado a 68 anos de prisão pela prática de um crime de latrocínio. Charles e Samarya também possuem condenações penais por tráfico de drogas.

 Após os procedimentos cabíveis, os dois homens foram encaminhados à Casa de Prisão Provisória de Palmas, (CPPP), onde permanecerão à disposição do Poder Judiciário e a mulher foi recolhida à Unidade Prisional Feminina da Capital, onde ficará à disposição da Justiça.