Estado

Foto: Divulgação

De acordo com o Diário Oficial do Estado nº 4.940/2017, a partir do dia 25 de setembro mais 31 delegados de Polícia Civil devem tomar posse junto à Secretária Estadual de Administração (SECAD) e Secretária Estadual de Segurança Pública (SSP). O Estado do Tocantins conta atualmente com 153 delegados de polícia na ativa, distribuídos entre 13 regionais sendo que as maiores são Araguaína, Palmas e Gurupi.

O Sindicato dos Delegados de Polícia Civil do Estado do Tocantins (Sindepol/TO) vem lutando para que todos tomem posse. No mês de maio deste ano 53 delegados foram nomeados e agora serão mais 31, contudo, a luta continua, pois ainda faltam alguns.

Segundo a presidenta do Sindepol/TO, Cinthia Paula de Lima, esses novos delegados vêm para somar com a segurança pública do estado e afirma ainda que é preciso nomear todos os aprovados, “com mais Delegados atuando esperamos que a criminalidade diminua e que a eficiência no atendimento à população melhore. E aguardamos a posse de todos os aprovados para que possam desfrutar de sua conquista”, afirma Cinthia.

A população do Tocantins já ultrapassa 1,5 milhões de habitantes, distribuídos em 139 municípios. E os novos Delegados deveram atuar nas cidades do interior investigando e combatendo a criminalidade.

Antonio Onofre, 26 anos, reside atualmente em Feira de Santana/BA, mas já está com a malas prontas para vir para o estado do Tocantins. Foi aprovado e deve tomar posse neste mês de setembro, ele conta da sua expectativa, “o sonho de ser Delegado de Polícia surgiu no início da graduação de direito, quando vi a possibilidade de unir polícia e o direito. E estudei muito para esse sonho se tornar realidade, por isso pretendo lutar para diminuir a criminalidade e contribuir com a polícia civil e com o estado do Tocantins”, diz Onofre.

Fala ainda do trabalho desenvolvido pela Polícia Civil no Estado “ela vem desenvolvendo um excelente trabalho, principalmente após a chegada dos novos Delegados. E acredito que o trabalho da Polícia Civil é fundamental para a população que ainda pouco conhece sobre a sua atuação”, conclui o novo Delegado.