Polí­cia

Foto: Divulgação

A Polícia Civil do Tocantins, por intermédio da Delegacia de Wanderlândia efetuou, na tarde desta sexta-feira; 15, a prisão dos irmãos Danilo M. A., 18 anos e Rogério M. A., 19 anos. Ambos são suspeitos de cometerem roubos a veículos de transporte coletivo e foram capturados, mediante cumprimento de mandados de prisão preventiva, quando se encontravam em uma residência, na cidade de Wanderlândia.

Conforme o delegado Luis Gonzaga da Silva Neto, responsável pelo caso, Danilo é suspeito de, em tese, ter praticado um roubo a uma Van no dia 27 de julho de 2017, no município de Wanderlândia, e seu irmão Rogério por ter, supostamente, praticado um roubo a um ônibus no dia 3 de setembro de 2017, no trecho entre Araguaína e Imperatriz – MA.

Conforme apontaram as investigações da Polícia Civil, os dois irmãos estariam aterrorizando a região de Wanderlândia e praticando diversos roubos. Diante disso, o delegado Luis Gonzaga representou, junto ao Poder Judiciário, pela prisão preventiva dos dois indivíduos, sendo o pedido deferido pelo juízo da Comarca.

De posse dos mandados, os policiais civis passaram a diligenciar no sentido de localizar o paradeiro dos dois irmãos. O primeiro a ser capturado foi Rogério, o qual que estava na casa da sua avó, localizada na Vila Viana, em Wanderlândia.

Em seguida, os policiais civis descobriram que Danilo estava na casa de seu amigo Caio Fernando Gomes Sousa, desta maneira, a equipe foi até o local e ao chegar, encontram Caio do lado de fora da casa, onde fora abordado.

Os policiais civis localizaram Aldirene A., a qual é tia de Caio e, também é a proprietária da casa para que a mesma acompanhasse a diligência no interior do imóvel. Após autorização, os policiais adentraram na residência e, após uma rápida busca, encontraram Danilo escondido debaixo da cama dentro do quarto. No momento da prisão, o homem portava um revólver calibre .38 com seis munições intactas.

Dando sequência às buscas, os policiais civis encontraram e apreenderam duas espingardas, escondidas, em outro cômodo da residência.

Aldirene A. foi autuada em flagrante por posse ilegal de arma de fogo. Danilo e Caio foram autuados por associação criminosa. Além disso, Caio também foi autuado por porte ilegal de arma de fogo e falsa identidade, tendo em vista que, no momento da abordagem, o mesmo se identificou como sendo Luiz Fernando, tentando enganar os policiais civis.

Após os procedimentos legais cabíveis, Caio, Rogério e Danilo foram encaminhados à carceragem da Casa de Prisão Provisória de Araguaína, onde permanecerão à disposição do Poder Judiciário.

O delegado ressalta ainda que o grupo atuava intensamente, na região de Wanderlândia executando diversos roubos a vans, ônibus e estabelecimentos comerciais, causado caos e intranquilidade à população.

Por: Redação

Tags: Polícia, Polícia Civil, Wanderlândia