Meio Ambiente

Foto: Fernando Alves

Mesmo com a chegada das primeiras chuvas da estação ao Tocantins o trabalho de prevenção e combate às queimadas continua. Uma ação de monitoramento, fiscalização e combate aos incêndios florestais da força-tarefa de órgãos ambientais acontece a partir desta quinta-feira, 5, na serra do Lajeado, que circunda grande parte de Palmas. A ação segue até domingo e contará com a atuação de dois helicópteros e cerca de 40 técnicos civis e militares de dez órgãos envolvidos.

Segundo explica o comandante incidente do Ibama, José Carlos Morais, destacou que brigadas do órgão dos estados da Bahia, Rio de Janeiro, Brasília e do Tocantins participam da operação. "Obtivemos informações de que após as primeiras chuvas desse período longo de seca, os agricultores têm o hábito de colocar fogo para limpar a área, espantar insetos e preparar o pasto, enfim. Então vamos intensificar o monitoramento e o controle, mas também vamos levar equipes de combate”. 

O subtenente bombeiro Agnaldo, chefe da divisão leste da força-tarefa, ressaltou a grande integração dos vários órgãos envolvidos. “Atuaremos em serviço de escala e a ideia é termos um efetivo de 15 pessoas pelo menos trabalhando o tempo todo, tanto na parte de combate como monitoramento, prevenção e fiscalização. São várias frentes de serviço atuando sem parar”, destacou.

Diferente das demais ações da força-tarefa, esta etapa contará com atuação direta contra os focos de incêndio na serra do Lajeado, a fim de evitar que o fogo se alastre. As equipes sairão a partir das 7h30 da manhã da base instalada no Comercial Machado, localizado na rodovia TO-020, estrada para Aparecida do Rio Negro.

Participam desta ação integrantes da Secretaria do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semarh), Corpo de Bombeiros/Defesa Civil Estadual, Ibama, Batalhão de Polícia Militar Ambiental, Delegacia Especializada na Repressão aos Crimes contra o Meio Ambiente (Dema), CIOPAER, Instituto Natureza do Tocantins (Naturatins), Fundação Municipal do Meio Ambiente, Guarda Metropolitana Ambiental e Defesa Civil Municipal, os três últimos órgãos da Prefeitura de Palmas.

Força-tarefa

A força-tarefa já passou pelos municípios de Palmas, Novo Acordo, Lagoa da Confusão e Formoso do Araguaia, com um público-alvo alcançado de 548 propriedades rurais. As próximas cidades, conforme o cronograma, são Porto Nacional e Pium. A ação tem caráter preventivo e de sensibilização da população rural sobre os riscos das queimadas descontroladas.