Estado

Foto: Divulgação Situação precária da rodovia federal mantem região nordeste do Tocantins no esquecimento Situação precária da rodovia federal mantem região nordeste do Tocantins no esquecimento

O Movimento Pró BR-010 mobiliza-se mais uma vez com o propósito de garantir recursos para construção da rodovia. O principal foco agora é garantir que a bancada federal tocantinense priorize a obra em emenda impositiva ao Orçamento da União de 2018.  

Um grupo formado por cerca de 20 prefeitos de municípios tocantinenses afetados direta ou indiretamente pela obra estará em Brasília/DF nesta terça-feira, 17, quando se reunirá com a bancada federal, a partir das 17 horas. De acordo com o prefeito de Rio Sono, Dr. João (DEM) em outras ocasiões a obra chegou a ser apontada como prioritária, mas no momento de definição, os deputados retiraram-na e priorizaram outras áreas para destinação de emenda impositiva.

“Nesta reta final dos prazos para  definir a questão das emendas,   o nosso cuidado, a ida a Brasília, é  para reforçar esse pedido, mostrar que a obra é importante, para não correr o risco de acontecer o mesmo que aconteceu no momento passado”, destacou o prefeito.

A preocupação é que os parlamentarem recuem no acordo firmado com o movimento. Sem citar nomes dos deputados, um dos representantes do Movimento Pró BR-010, o jornalista Elpídio Lopes destacou sua preocupação com as notícias de bastidores que tem recebido, sinalizando o recuo. Assim, uma reunião realizada na semana passada resultou em uma carta aberta que será entregue à bancada federal e nela, o movimento reforça sua preocupação de ver a obra contemplada. 

“Nessa luta, o movimento recebeu a promessa da maioria da bancada parlamentar do Tocantins, que colocaria emenda no Orçamento da União de 2017 para o retorno da construção, contudo, nada do prometido foi concretizado. Espera-se agora a manutenção da emenda para o próximo ano”, aponta no documento. O grupo ainda  cobra o compromisso da bancada com a causa. “O movimento espera que os 11 parlamentares da bancada federal mantenham a emenda já prometida. Com esse objetivo o movimento planeja dialogar com a bancada e se preciso for realizar manifestações populares como previsto para a cidade de Itacajá”, destaca.

De acordo com o grupo Pró-BR-010, a  rodovia que liga Brasília à capital paraense, passando por Goiás, Tocantins, Maranhão e Pará, tem fundamentos importantíssimos para o desenvolvimento do Tocantins. “A BR-010 é um projeto que fez parte do plano de Juscelino Kubitschek, que pretendia desenvolver o Brasil realizando 50 anos de progresso em cinco de governo, no entanto ainda falta muito para a sua conclusão da estrada. No Tocantins, a BR-010 dá acesso às vias que levam à região turística do Jalapão, à região central do Matopiba e a muitas localidades que necessitam de estradas para se desenvolver. O trecho entre as cidades de Aparecida do Rio Negro e Goiatins, de mais de 300 km, espera ser contemplado com a mencionada emenda de bancada; proposta que tem recebido posição contrária de alguns parlamentares, atitude essa que preocupa o movimento”, argumenta no texto.

Apoio

Nesta segunda-feira, 16, o Sindicato dos Caminhoneiros do Estado do Tocantins (Sindcamto) também veio a público, por meio de nota, manifestar seu descontentamento com a possível retirada da obra da previsão orçamentária de 2018.

“A emenda que era consenso da Bancada Federal do Tocantins para a BR-010, e que agora alguns tentam redirecioná-la para setores que já vem recebendo recursos públicos ano a ano, não é uma decisão aceita pela categoria dos caminhoneiros do Tocantins. O Sindcamto entende que a construção de uma rodovia federal que corta o Estado de sul a norte pela margem direta do Rio Tocantins, como a BR-010, é o mais importante investimento para todas as áreas da economia. Ganha com ela, o agronegócio, saúde, educação e o social, setores que nunca deveriam ser esquecidos pelas autoridades”, defende José Aparecido do Nascimento, presidente do Sindicato.

Confira a íntegra da carta do Movimento Pró-BR-010:

“O Movimento solicita à Bancada que garanta a Emenda Impositiva destinada à BR-010 na LDO e na LOA 2018.

O Movimento entende que a conclusão da BR-010, rodovia que liga Brasília à capital paraense, passando por Goiás, Tocantins, Maranhão e Pará, tem fundamentos importantíssimos para o desenvolvimento do Tocantins. A BR-010 é um projeto que fez parte do plano de Juscelino Kubitschek, que pretendia desenvolver o Brasil realizando 50 anos de progresso em cinco de governo, no entanto ainda falta muito para a sua conclusão da estrada. No Tocantins, a BR-010 dá acesso às vias que levam à região turística do Jalapão, à região central do MATOPIBA e a muitas localidades que necessitam de estradas para se desenvolver.

O trecho entre as cidades de Aparecida do Rio Negro e Goiatins, de mais de 300 km, espera ser contemplado com a mencionada emenda de bancada; proposta que tem recebido posição contrária de alguns parlamentares, atitude essa que preocupa o movimento.

O Movimento desde 2012 vem realizando diversas iniciativas, com objetivo de convencer as autoridades pelo reinício da construção da BR, entendendo que as regiões a serem contempladas não podem mais esperar, pois chegou a hora de ser lembradas pelos legisladores e pelo Governo.

Nessa luta o Movimento recebeu a promessa da maioria da bancada parlamentar do Tocantins, que colocaria emenda no Orçamento da União de 2017 para o retorno da construção, contudo, nada do prometido foi concretizado. Espera-se agora a manutenção da emenda para o próximo ano.

Na parte tocantinense, a BR-010 passa pela margem direita do rio Tocantins, região ainda de poucas vias pavimentadas, mesmo sendo a região por onde iniciou a povoação do então norte goiano. Região justamente onde está o berço da cultura e tradições tocantinenses como Paranã, Arraias, Natividade e Porto Nacional. A rodovia pode oferecer a todas as regiões, o mesmo que a BR-153 ofereceu às comunidades do lado esquerdo do rio Tocantins: desenvolvimento, dignidade e fomentando a economia local em cada região. É consenso que a conclusão da BR-010 é de modo geral investimento importantíssimo à economia do Tocantins. Ela será fundamental para o agronegócio em termos de oferta de transporte; atenderá a saúde e toda a área social de regiões isoladas, bem como a BR-153 a fez pela margem esquerda do Tocantins.

Com sua conclusão a BR-010 desafogará a BR-153, em até 30%, e ajudará no abastecimento dos modais da Ferrovia Norte-Sul e da futura Hidrovia do rio Tocantins. Ela dará melhor acesso e oportunidades às cidades da sua margem, como Aparecida do Rio Negro, Barra do Ouro, Chapada da Natividade, Goiatins, Itacajá, Paranã, Pedro Afonso, Rio Sono, Santa Maria, Santa Rosa, Silvanópolis e a própria Capital Palmas, que juntas têm uma população de mais ou menos 400.000 habitantes e um PIB superior a R$ 10.000,000 milhões. Mesmo com tudo isso, questionamos o pouco interesse de algumas autoridades, pela conclusão da rodovia. O movimento espera que os 11 parlamentares da Bancada Federal mantenha a emenda já prometida. Com esse objetivo o Movimento planeja dialogar com a Bancada e se preciso for realizar manifestações populares como previsto para a cidade de Itacajá.

Recentemente na tentativa de contribuir com a implementação de tão importante via, o movimento realizou encontros com o presidente da Assembleia Legislativa, Mauro Carlesse, solicitando a tramitação do projeto do Governo que autoriza a federalização de trechos das TOs-020 e 050, tornando-os em BR-010.”