Polí­tica

Foto: Koró Rocha

Os debates durante a sessão vespertina dessa quarta-feira, 18, na Assembleia Legislativa do Tocantins, giraram em torno da apresentação dos números da administração estadual pelos secretários da Administração, Planejamento e pelo Procurador-Geral do Estado. Na opinião da maioria dos deputados que se pronunciaram da tribuna, o governo ainda não apresentou um esforço para reduzir gastos e se enquadrar na Lei de Responsabilidade Fiscal.

Caso não o faça, também não terá acesso aos valores dos empréstimos que somam R$ 730 milhões (setecentos e trinta milhões de reais), já aprovados pela Assembleia Legislativa. No entanto, para captar os recursos, o Poder Executivo necessita se adequar às exigências legais. “Parti da premissa de dar ao Governo a autorização para o empréstimo, exatamente pensando que por conta da necessidade do enquadramento o Governo o fizesse e não o contrário”, afirmou o deputado Eduardo Siqueira Campos. “O Estado deveria devolver hoje todos os prédios alugados, prédios não faltam na praça dos Girassóis. Seria um caminho, seria um começo”, afirmou Siqueira.

Soluções

O parlamentar cobrou também do Governo do Estado e dos postulantes ao cargo de governador nas eleições do próximo do ano, a apresentação de um projeto de desenvolvimento para o Tocantins. Segundo o deputado, mais importante do que o Estado discutir um nome, a sociedade precisa debater um projeto para que o Tocantins saia da crise e volte a crescer. “Alguém vai apresentar ao Tocantins não um nome, mas um projeto no qual possamos nos reunir com ideais mínimas e medidas que nos permitam pensar. É preciso voltar a acreditar nesse Estado”, acrescentou e também destacou as potencialidades como os recursos hídricos e minerais.

“É hora de buscarmos não talvez um nome, mas um projeto. E que essa pessoa que for tocar esse projeto entenda que cada pessoa é diferente. Eu respeito todos os nomes, inclusive do nosso presidente, o deputado Mauro Carlesse que se lança com a bandeira do municipalismo. Mas eu espero ver projeto. E depois os partidos irão indicar suas opções”, frisou.

Impedimento  

Sobre o processo de Impeachment contra o governador Marcelo Miranda (PMDB), que tramita na Assembleia Legislativa, o deputado Eduardo Siqueira disse que o mesmo só tende a agravar ainda mais a crise pela qual passa o Estado. “Se tivéssemos uma bolsa de valores em nosso Estado. Toda vez que essa palavra fosse publicada como manchete de jornal, os nossos dólares subiriam, nossa moeda iria se desvalorizar e os ativos do Estado e das empresas perderiam valor”, comparou.

No entanto, Siqueira demonstrou esperança e finalizou dizendo que o Tocantins há de encontrar um projeto que una o Estado e garanta prosperidade no futuro. “Por amar e acreditar nesse Estado é que permaneço aqui e iremos superar todas as dificuldades”, encerrou.