Educação

Foto: Divulgação

Em 20 de novembro, é celebrado o Dia Nacional da Consciência Negra. A data foi escolhida justamente por ter sido o momento em que Zumbi dos Palmares, símbolo da resistência negra ao regime escravocrata, foi assassinado, em 1695. A ocasião é uma oportunidade para refletir sobre a inserção do negro na sociedade brasileira e sobre a questão da igualdade racial.

Além da festa e da lembrança histórica, a data foi idealizada para marcar e abrir o debate sobre as políticas de ações afirmativas para o acesso dos negros ao que o estado democrático de direito deve oferecer a todo e qualquer cidadão: direito à educação, à saúde e à justiça social.

Na Universidade Federal do Tocantins, os câmpus de Porto Nacional e de Tocantinópolis, organizaram atividades em celebração à data, com eventos científicos, oficinas e debates.

Porto Nacional

Dos dias 21 a 24 de novembro, o Núcleo de Estudos Afro-brasileiro (NEAB/UFT), Núcleo de Estudos e Pesquisa Interdisciplinares da África e dos Afro-Brasileiros (NEAF), Grupo de Pesquisas Religiosidades e Festas e o DA Pedro Tierra organizam o evento Negritude em Evidência e Resistência, que ocorrerá no Câmpus de Porto Nacional.

Com palestras, mesas redondas, debates, oficinas, além de apresentações culturais que proporcionarão a reflexão dos participantes sobre o papel dos negros na história e na atualidade, o evento pretende proporcionar momentos de reflexão e conscientização na luta e resistência do negro na sociedade.

Para encerrar o evento, no dia 24 de novembro, às 22h, haverá uma festa com palco aberto e participação do DJ Arthur Lunar, da banda Indxxr e slam (competição de poesias) com o estudante Moacir Felipe, conhecido como Ganjo Negro.

Tocantinópolis

Já no Câmpus de Tocantinópolis, acontece a X Semana da Consciência Negra, nos dias 22 a 25 de novembro. O evento terá como tema geral: “10 Anos de Negritude: Educação, Religião e Gênero”, e será promovido pelo Núcleo de Estudos e Pesquisas Interdisciplinares da África e dos Afro-Brasileiros (Neaf/UFT).

Apresentações orais, oficinas e minicursos fazem parte da programação.