Polí­tica

Foto: Divulgação

Ao confirmar na manhã desta segunda-feira, 4 de dezembro, que aceitou a pré-candidatura ao cargo de governador do Estado, o prefeito de Araguaína, Ronaldo Dimas, 56 anos, garantiu que, se chegar ao governo, haverá uma inversão de prioridades, com garantia da volta de investimentos com recursos próprios, o que hoje não ocorre. Segundo ele, o Tocantins “tem jeito” e “pode muito mais” do que vem entregando à sua população.

“Não posso fechar os olhos para o que está acontecendo aqui. Tenho a mais absoluta certeza que a grande maioria sonhava um Estado diferente. Nós vamos inverter a prioridade, garantindo valores mínimos de investimentos com recursos próprios. O resto que vai ter que se adaptar”, destacou, ao falar em pelo menos R$ 250 milhões por ano, o que ampliaria em mais de 60% a capacidade atual de investimento do Estado, feita quase que exclusivamente com recursos captados em convênios e empréstimos. A aplicação desse recurso extra  em investimentos anuais será, conforme o Dimas, decidida diretamente pelos prefeitos

Ele também assegurou que, no momento, vai conversar com todos os partidos do Estado para buscar uma chapa capaz de vencer a eleição e fazer as transformações necessárias no Estado.

Dimas participou de reunião com o presidente estadual do seu partido, o PR, senador Vicentinho Alves, e vários correligionários da sigla, como prefeitos, vereadores, ex-prefeitos, deputados estaduais e o deputado federal Vicentinho Júnior. O evento ocorreu no Hotel Relicário, em Araguaína. Após a reunião política, Dimas, acompanhando do senador Vicentinho, concedeu entrevista coletiva aos meios de comunicação de Araguaína e do Estado.

O prefeito ressaltou que, apesar das dificuldades, não é difícil organizar a administração estadual.  “Administrar é fácil. Precisa ter gente comprometida e séria à frente. Ter projetos bons. Todo mundo que trabalha comigo aqui em Araguaína é comprometido. Gente que trabalha comigo é comprometido até a tampa com a cidade. E assim tem que ser no Estado. Aonde tiver dinheiro, tem que lá buscar para que os problemas que existem possam ser resolvidos”, ressaltou.

Perfil

Engenheiro, ex-presidente do Sindicato da Indústria da Construção Civil do Estado do Tocantins (Sinduscon), e da Federação das Indústrias do Estado do Tocantins (Fieto), Dimas trabalhou na Companhia Habitacional de São Paulo, foi secretário das Cidades do governo do Tocantins, deputado federal e está no segundo mandato à frente da Prefeitura de Araguaína.

Durante o evento, vários aliados de Dimas destacaram a capacidade administrativa do gestor e, inclusive, ressaltaram que Araguaína teve muito mais obras de infraestrutura e de melhoria da cidade do que Palmas nos últimos cinco anos. “Com muito menos dinheiro, o senhor fez bem mais por Araguaína”, ressaltou o senador Vicentinho Alves.

Alianças

O prefeito também pregou respeito a todos os possíveis oponentes, salientando não ser seu perfil agir de forma diferente. “Respeito todas as pessoas, do mais simples, à mais alta autoridade, e não será diferente. Essa é a minha conduta e não vou mudar. Não vamos sair por aí para brigar com ninguém, mas vamos mostrar que temos o melhor projeto para o Tocantins”, destacou Dimas.

Questionado, não descartou alianças com as principais lideranças políticas do Estado e disse estar aberto a todos os partidos. Dimas também defendeu que as pessoas que ocupam cargo público sejam corretas. “A vida pública não é para ganância. Na iniciativa privada, é normal buscar ganhar dinheiro, na vida pública, não”, destacou. 

Agora, o prefeito vai buscar intensificar os acordos partidários para montar uma chapa forte para a disputa. “Só com o PR não ganhamos eleição alguma”, destacou o gestor. Dimas tem até abril para renunciar e começar os preparativos para s convenções em junho.

Continuidade

Ao citar várias obras e melhorias que Araguaína teve nesses seus dois mandatos, ele disse ter total confiança de que, caso confirme mesmo a candidatura a governador e saia do cargo, o vice-prefeito Fraudneis Fiomare, siga com o planejamento da gestão municipal.

“Ele conhece a gestão e tem conhecimento pleno da administração”, garantiu o prefeito, ao destacar que vai deixar vários projetos consolidados até o mês de abril.

Por fim, ressaltou ter a certeza de poderá ajudar muito mais Araguaína se chegar ao posto de governador.