Palmas

Foto: Frederick Borges

3.500 famílias que moram no setor Jardim Taquari receberam nesta sexta-feira, 15, as certidões de seus imóveis do governador Marcelo Miranda e outras autoridades estaduais e municipais. Com o documento, os moradores passam a ser proprietários de fato e de direito dos imóveis do setor, até então sub judice.

A área das unidades habitacionais equivale a nove quadras do Jardim Taquari, com 3.575 lotes ocupados, encravado dentro da área de 397,9172 hectares. Morador do Taquari desde o início do processo de ocupação, o frentista Edson Bispo da Purificação, de 45 anos, comemorou a autonomia que passa a ter sobre a sua casa. "Estou muito feliz em receber esse documento. Ele me dá a liberdade de fazer o que eu quiser com a minha casa, se eu quiser vender eu posso, mas o que eu mais quero mesmo é ter essa autonomia", disse. 

O pedreiro Miguel da Silva Lima, 60 anos, há 14 à espera pela documentação da sua propriedade, destacou o processo histórico da conquista. "Esse é um momento marcante para nós que moramos aqui em Taquari. Há muitos anos foi feito um sorteio que definiu quem seriam os moradores. De lá, até chegarmos aqui foram muitos anos de luta", lembrou. 

O prefeito de Palmas, Carlos Amastha, destacou a importância do trabalho realizado por meio da parceria entre o Governo do Estado e o Município. "Quando a gente abraçou, quando juntos fizemos o esforço para resolver o problema, a coisa aconteceu e hoje a gente está aqui para celebrar”, disse. 

O presidente da Companhia Imobiliária do Estado do Tocantins, Aleandro Lacerda, apontou alguns benefícios que a regularização traz para população. "Hoje são entregues a documentação de 3.500 unidades familiares, o documento garante a regularização definitiva das propriedades. Também regularizamos os espaços públicos, como a praça. Com essa regularização o Governo do Estado e do Município vão poder trazer mais benefícios sociais para a população", ressaltou. 

Cadastramento 

No final de 2016, o Governo do Estado, por meio da TerraPalmas, realizou uma grande ação de recadastramento de todos os imóveis do Jardim Taquari. Essa foi uma etapa determinante para a regularização, logo após acordo judicial firmado entre o Ministério Público Estadual, Governo do Estado e a Prefeitura de Palmas, com a participação da Defensoria Pública do Tocantins. (Com informações Secom/TO)

Por: Redação

Tags: Jardim Taquari, Marcelo Miranda