Araguaína

Foto: Marcos Filho/Ascom Araguaína já conta com uma bacia implantada, na nascente do Córrego Canindé, no Parque Cimba Araguaína já conta com uma bacia implantada, na nascente do Córrego Canindé, no Parque Cimba

O projeto de implantação das bacias de detenção de águas das chuvas em Araguaína está em fase de elaboração. Com início das obras previsto para o segundo semestre deste ano, os reservatórios sanarão problemas antigos na cidade, como alagamentos, melhorando a qualidade de vida da população. Nesta etapa, serão executadas sete bacias, cinco no Córrego Neblina e duas no Córrego Jacuba.

As bacias são reservatórios para armazenamento temporário das águas das chuvas, liberando lentamente a água acumulada, garantindo que o sistema de macrodrenagem funcione com eficiência e de maneira controlada. Técnicos estão realizando estudos e cálculos para que as bacias sejam implantadas com qualidade e atendam o volume de água necessário.

A cidade já conta com uma bacia implantada, na nascente do Córrego Canindé, no Parque Cimba. O reservatório formou o Lago do Parque, com 81 metros de comprimento, mais de 2,6 mil metros quadrados de área e profundidade aproximada de 5,5 metros. Hoje o local conta com paisagismo sustentável e uma cachoeira.

Localização

Três das novas bacias serão construídas na nascente do Córrego Neblina. Uma delas terá uma área de 33,4 mil metros quadrados (m²) e volume de detenção de 71,9 mil metros cúbicos (m³) de água. A segunda terá área de 16,8 mil m² e volume de detenção de 36,1 mil m³. A terceira conta com área de 23,7 mil m² e volume de detenção 48,6 mil m³.

A quarta bacia será implantada no Setor Martim Jorge, com área de 16,8 mil m² e volume de detenção de 35,4 mil m³.  A quinta bacia é no Setor Cimba, com área de 7,5 mil m² e volume de detenção de 15,1 mil m³.

Mais um reservatório será construído na bacia do Jacuba com área de 21,2 mil m² e volume de 21,2 mil m³. A sétima será no Parque Raizal, a área será de 9,6 mil m², com capacidade de volume de 19,8 mil m³.

Projeto Águas de Araguaína

As bacias de detenção fazem parte do Projeto Águas de Araguaína, que realizará também macro e microdrenagem dos córregos Neblina e Jacuba, implantação de unidade de conservação ambiental e implantação do Parque Urbano Nascentes do Neblina e áreas verdes, além da pavimentação em 12 bairros.

O crédito para a elaboração das ações será por meio do Banco de Desenvolvimento da América Latina Corporação Andina de Fomento (CAF). O projeto completo foi elaborado para a solução de problemas que foram ocasionados ao longo dos anos em Araguaína, em decorrência de diversos desastres ambientais.