Polí­tica

Foto: Divulgação

Durante sessão extraordinária realizada na noite desta terça-feira, 23, o vereador Milton Neris (PP) lamentou a aprovação da proposta de modificação do Projeto de Lei nº 28/2017, que dispõe sobre a Lei de Diretrizes Orçamentárias para o exercício financeiro de 2018. Segundo o vereador, o PL de autoria do Executivo prejudica a população em receber os recursos necessários.

Milton afirma que a educação de Palmas será a maior prejudicada, a qual deixou de ter a garantia de 30% do orçamento da Capital, “recurso que iriam garantir a qualidade, funcionamento e os pagamentos dos salários atrasados com respectivos direitos do setor da educação”, explicou.

Outra área que deixou de ganhar com a derrota da proposta de 17% do orçamento foi a saúde, ela iria garantir o acesso a mais médicos, dentistas, realização de exames e medicamentos para população, relatou o parlamentar.

A Câmara Municipal devolveu recursos para o Banco do Povo neste ano e acabou garantindo 6% da LDO, podendo chegar a quase 40 milhões, conta Milton. “Com aprovação da emenda da prefeitura, a população também perdeu as emendas impositivas, as quais garantiriam à população obras, serviços, entre outros”, finaliza.