Polí­tica

Foto: Ademir dos Anjos Tom Lyra informou que deverá definir sua filiação até esta quarta-feira, 28 Tom Lyra informou que deverá definir sua filiação até esta quarta-feira, 28

O ex-vice-governador do Tocantins e atual secretário de Produção, Meio Ambiente e Cooperativismo de Gurupi, Tom Lyra, deverá filiar-se ao Partido Democrático Trabalhista (PDT) em breve. A filiação vai depender da possibilidade da senadora kátia Abreu (PDT) concorrer à eleição direta suplementar para o Governo do Estado do Tocantins.

Ao Conexão Tocantins, Tom Lyra informou por telefone que está em conversa com o partido e que deverá definir sua filiação definitivamente até esta quarta-feira, 28.

“Nós ainda estamos conversando. Ainda não está claro e só vou ter essa certeza amanhã porque estou aguardando a Kátia saber se ela vai se candidatar ou não.” Informou o secretário.

A filiação de Tom Lyra ao PDT seria para que ele atuar como um articulador político da candidatura de Kátia Abreu nas bases.

A assessoria de Kátia Abreu disse que a candidatura da senadora irá depender das definições da Justiça Eleitoral. 

Na rede social Twitter a senadora declarou que tem pretensão sim de concorrer à eleição suplementar. “Diante do quadro político atual do nosso Tocantins, temos que aguardar com tranquilidade as decisões do TSE e TRE sobre as eleições suplementares que ocorrerão nos próximos dias. Muito se tem especulado, mas, de concreto, temos pouca coisa. Estou e sempre estarei pronta para lutar pelas famílias do meu Estado. Na verdade, não importa quantos ou quem pode ser candidato, mas sim quantos e quem tem os melhores projetos para o Tocantins”, publicou a senadora.