Meio Ambiente

Atendendo a uma determinação do governo do Estado, o Naturatins – Instituto Natureza do Tocantins intensifica as ações de combate aos crimes ambientais em território tocantinense. Em menos de uma semana os fiscais apreenderam 350 quilos de pescado, 1.190 metros de redes malhadeiras, aproximadamente 200 m³ de madeira, além de animais abatidos, nos municípios de Alvorada, Araguacema, Araguatins, Formoso do Araguaia, Guaraí, Palmas, Tocantinópolis e Xambioá.

Conforme prevê a legislação ambiental, os peixes foram doados à famílias carentes e os animais incinerados. Já a madeira e o material predatório foram recolhidos aos pátios das unidades regionais do Instituto. No total, foram emitidos quase R$ 75 mil em multas aos infratores ambientais.

A última apreensão foi registrada na tarde desta quarta-feira, 15, quando ao receberem denúncia através da Linha Verde, os fiscais da Unidade Regional de Araguatins se deslocaram até o Lago da Fartura, município de Esperantina, Extremo-Norte do Estado, onde apreenderam 500 metros de redes malhadeiras e 30 quilos de pescado (curimatá e cari). Os pescadores não foram identificados, já que fugiram do local antes da chegada dos agentes de fiscalização.

O gerente da unidade, Mauro Antônio dos Santos, informou que diuturnamente estão sendo realizadas operações para coibir a pesca e a caça predatórias na região, atividades que segundo ele, ainda são comuns na região.

Linha Verde

Qualquer pessoa pode denunciar crimes ambientais em território tocantinense. Para isso é só ligar gratuitamente na Linha Verde do Naturatins, através do telefone 0800 63 1155.

Secom

Por: Redação

Tags: Meio Ambiente, Naturatins, Tocantins