Palmas

Após uma denúncia anônima de que algumas óticas de Palmas estariam vendendo óculos falsificados como sendo de grifes diversas e a preço de peças originais, a Delegacia Especializada na Repressão aos Crimes contra o Consumidor e Economia Popular - DERCON em ação conjunta com os órgãos de defesa do Consumidor – Secretaria da Fazenda, Ministério Público, Procon e Instituto de Criminalística, apreenderam na manhã de hoje, 13, numa ótica da Capital, 207 peças de óculos que estariam sendo comercializadas com irregularidades.

Segundo a Delegada Titular da DERCON Maria de Fátima Holanda Cavalcante, todas as peças foram apreendidas numa única ótica, em razão da não apresentação de notas fiscais nem a concessão de venda das mesmas. Os óculos apreendidos estariam também sendo vendidos fora das embalagens originais e sem o certificado de garantia.

A delegada disse ainda, que no que diz respeito à autenticidade das peças, nada pode ser afirmado. Todo o material recolhido será encaminhado para a perícia que irá detectar sua originalidade.

A operação continuará sendo desenvolvida. O objetivo é retirar das prateleiras todos os produtos que apresentem algum tipo de irregularidade e que possam trazer prejuízos ao consumidor.

Assessoria de Imprensa SSP-TO

Por: Redação

Tags: Economia, Palmas