Meio Ambiente

No sábado, 22, foram resgatados na Fazenda Luiza, 68 aruanãs, 28 piaus, 18 tucunarés, 16 pacus, 22 piranhas e 58 piabas. Neste domingo, 23, os fiscais recolheram na Fazenda Mata do Formoso, 21 pirarucus, 38 mandis, 218 piaus e 23 carís. Um total de 510 animais foram salvos, transportados e soltos na Lagoa da Confusão, onde a pesca é proibida por leis estadual e municipal.

No trabalho realizado por sete técnicos, foram utilizados um caminhão equipado com três caixas apropriadas para o salvamento, dois botijões de oxigênio, seis redes de salvamento, duas tarrafas e dois puçás (artefatos para coleta de peixes).

O coordenador de Fiscalização, Natal César, informou que o próximo salvamento de peixes em córregos, lagoas e canais de irrigação está previsto para acontecer nesta quarta-feira, 26, nos assentamentos Capão do Coco e Loroti, próximos ao município de Lagoa da Confusão. O trabalho terá o apoio da Unidade Regional de Formoso do Araguaia.

Projeto

O projeto Peixe Vivo, desenvolvido pelo Naturatins de agosto a outubro, meses de maior seca, quando o nível d’água de vários córregos, riachos, lagos e canais de irrigação chega a seu ponto mais baixo o que impossibilita a sobrevivência dos peixes, consiste no resgate de centenas de animais adultos e jovens que estavam fadados à morte pela falta de água. Os peixes são recolhidos e transportados em tanques com água oxigenada para os rios da região. A ação será realizada principalmente nos municípios de Formoso do Araguaia, Lagoa da Confusão e Araguacema.

Qualquer pessoa pode ligar na Linha Verde do Naturatins, através do telefone 0800 63 1155, e informar locais onde haja a necessidade do salvamento de peixes.

Secom

Por: Redação

Tags: Meio Ambiente, Naturatins