Palmas

Um passo importante será dado nesta quarta-feira, com o leilão de subconcessão do trecho de Açailândia (MA) a Palmas (TO). O vencedor vai operar 720 km de ferrovia e será responsável pela construção de 359 km, entre Araguaína e Palmas. O lance mínimo é de R$ 1,478 bilhão.

O objetivo é acelerar a construção e criar novas rotas de transportes no País, cuja logística está à beira de um colapso. Durante os 21 anos do projeto, as obras andaram a passos lentos. Foram construídos apenas 374 km de trilhos (entre Açailândia e Araguaína), o equivalente a 18,8 km por ano ou 1,48 km por mês.

Com a subconcessão, espera-se mais agilidade para tirar definitivamente o projeto do papel. Além do trecho já concluído, há cinco lotes entre Araguaína e Guaraí que empregam cerca de 5 mil pessoas, afirma o responsável pela área comercial da Ferrovia Norte-Sul, Matheus Maurício Ramos, que presta serviço para a estatal Valec Engenharia, Construções e Ferrovias. Esse número deve atingir 7 mil empregos após a subconcessão e obras dos demais trechos.

Da redação com informações Estado de São Paulo

Por: Redação

Tags: Estado, ferrovia, Guaraí, Obras, Palmas