Palmas

O Programa Habitacional Construindo Juntos, realizado na Capital por meio da parceria da Prefeitura de Palmas com a Caixa Econômica Federal, Governo Estadual, Movimento Nacional de Luta pela Moradia (MNLM) e Indústria de Cimento Portland, terá mais 100 casas construídas.

O aumento se deve à assinatura, nesta quinta-feira, 04, do convênio entre a Caixa Econômica Federal e o MNLM para a liberação de R$ 1,4 milhão para a construção das residências.

Durante o evento, que foi realizado na Sala Sinhozinho, no Espaço Cultural, o prefeito Raul Filho afirmou que nos últimos dois anos e meio foram construídas mais moradias populares em Palmas do que em toda a história da Capital. A afirmação foi corroborada pelo presidente do Movimento Nacional Pela Moradia, Bismarque Roberto, que ressaltou que foi somente na atual gestão que os movimentos populares pela habitação encontraram apoio junto ao poder público. "Pela primeira vez na história de Palmas, o MNLM teve apoio da Prefeitura, fato comprovado pela criação da Secretaria Municipal de Habitação e Desenvolvimento Urbano", frisou Bismarque.

Já o superintendente da Caixa Econômica Federal no Tocantins, José Messias de Souza, ressaltou que o último ano foi o ano em que CEF investiu mais recursos em Palmas. "Nós temos orgulho de sermos parceiros na execução das obras realizadas em Palmas e, graças aos projetos existentes, poderemos investir mais ainda", afirmou.

As verbas disponibilizadas pela Caixa fazem parte do Programa Crédito Solidário, programa do Governo Federal financiado com recursos do FDS – Fundo de Desenvolvimento Social. O FDS é destinado à viabilização de moradia para as famílias de baixa renda, com renda bruta mensal de até três salários mínimos, organizadas por cooperativas ou associações com fins habitacionais.

Construindo Juntos

Por meio do Construindo Juntos, implantado na quadra 1306 Sul, mais de mil famílias serão beneficiadas com a casa própria, sendo que as 200 primeiras unidades serão entregues ainda em outubro.

A Prefeitura de Palmas participa com a elaboração dos projetos técnicos, além de ter contribuído com os recursos, implantado a infra-estrutura e ser a responsável pelo gerenciamento técnico e administração do Projeto.

Um dos diferenciais do Construindo Juntos, que foi contemplado com o Selo do Mérito – um prêmio concedido pela ABC (Associação Brasileira de Companhias de Habitação), é a forma em que uniu vários parceiros na realização de um empreendimento de habitação popular. O projeto também inova ao aplicar o modelo de auto-gestão, idealizado pelo Movimento Nacional de Luta pela Moradia, que adotou o sistema de construção com mão-de-obra contratada durante a semana e mutirão nos fins de semana, o que barateia o custo das obras.

Ascop

Por: Redação

Tags: capital, indústria, Obras, Palmas, Raul Filho