Palmas

O operador há quase dois anos se submete a tratamento no Hospital Geral de Palmas – HGP, tendo que se deslocar três vezes na semana à Capital.

Já o auxiliar de obras e serviços, Francisco Reis dos Santos, 57 anos, faz diálise há três anos, e se queixava muito do desconforto das viagens a Palmas. "Era uma vida muito sofrida. Saíamos de Gurupi por volta das 6h30 e tinha dia que retornarvamos às 21 horas. Se para uma pessoa com a saúde boa essa viagem é cansativa, imagine para nós, que somos doentes e necessitamos de cuidados especiais", comenta.

Os dois pacientes são exemplos da dificuldade geográfica que os pacientes da região sul do Tocantins enfrentavam para realizar o tratamento de hemolidálise. Além deles, outros 19 pacientes serão beneficiados com a inauguração do Centro de Hemodiálise de Gurupi, ganhando assim mais qualidade de vida. Com o funcionamento do Centro e, aida gerando economia de custos para o Governo do Estado que arcava com as despesas de transporte, hospedagem e diárias para os acompanhantes dos pacientes que se tratavam fora do Estado.

Para o secretário de Estado da Saúde, Eugênio Pacceli de Freitas Coêlho, esta é uma das maiores obras para a região Sul do Estado. "O Centro de Hemodiálise não servirá apenas para Gurupi, mas para toda a região que hoje não possui atendimento nesta área", afirmou, complementando que se trata de uma obra de cunho social.

Já o diretor geral do Hospital de Referência de Gurupi, Olégario de Sousa Lima, disse que além de atender a demanda da região Sul do Tocantins, os pacientes do Centro de Hemodiálise ganharão em qualidade de vida. Ele ressaltou ainda que estima existir no Brasil, cerca de 70 mil pacientes renais em tratamento, além de outras duas milhões de pessoas com algum problema nos rins. "Se detectadas a tempo, tais alterações poderão ser tratadas e seus efeitos prolongados, antes que se manifeste de forma mais grave. Isso não só garante maior qualidade de vida ao portador de algum problema renal, como minimiza os custos de tratamentos dessas doenças", finalizou.

Inauguração

A inauguração acontece nesta sexta-feira, 19, às 10 horas, com a participação do governador do Estado, Marcelo Miranda, do secretário de Estado da Saúde, Eugênio Pacceli de Freitas Coêlho, além de prefeitos e autoridades da região. O evento será no Centro de Hemodiálise de Gurupi, localizado na Rua Juscelino Kubtischec (antiga Rua 05), esquina com a Avenida Pernambuco.

Tratamento

A hemodiálise é um sistema de tratamento utilizado para remover as substâncias tóxicas e o excesso de líquidos acumulados no sangue. O sistema consiste na purificação do sangue através de uma bomba que impulsiona para dentro de um filtro/dialisador especial, denominado também rim artificial, que o purifica. O rim artificial tem a mesma capacidade do rim humano. Assim, uma hora de hemodiálise equivale à uma hora de funcionamento do rim normal. A diferença é que, no tratamento são realizadas 3 sessões de 4 horas cada uma, num total de 12 horas semanais.

Caroline Falcão

Por: Redação

Tags: Economia, Governador, Obras, Palmas, Tocantins