Economia

A inadimplência com cheques registrou queda de 6,3% no mês de setembro de 2007, frente a setembro de 2006, revela o levantamento divulgado pela Serasa nesta quarta-feira (24).

Em setembro, o indicador de folhas sem fundos atingiu 17,7 cheques a cada mil compensados (já que houve 115,95 milhões de compensações e 2,05 milhões de devoluções). Um ano antes, este número era maior, 18,9 (132,47 milhões de cheques compensados e 2,51 milhões de devolvidos).

Comparação mensal e acumulado do ano

Na comparação com agosto, também houve queda na inadimplência do cheque, já que, no oitavo mês do ano, foram compensadas 128,84 milhões de folhas e devolvidas 2,44 milhões, o que aponta um índice de 19 cheques devolvidos a cada mil compensados.

De janeiro a setembro de 2007, a Serasa aponta que já foram compensados 1,15 bilhão de cheques, dos quais 22,86 milhões acabaram voltando por insuficiência de fundos. No total, foram 19,8 devoluções a cada mil compensações.

Levando-se em consideração o mesmo período do ano passado, quando 1,29 bilhão de cheques haviam sido compensados e 27,47 milhões deles, devolvidos (21,3 devoluções por mil compensações), houve uma queda de 7% na inadimplência em 2007.

Melhores condições e educação

Para os analistas da empresa, o aumento da renda da população, a expansão do emprego e as melhores condições de crédito têm favorecido a queda da inadimplência com cheques em relação a 2006.

Além disso, os números também evidenciam que o consumidor está com mais controle sobre suas dívidas com cheques pré-datados, ou seja, há uma melhor cultura e educação financeira por parte da população.

Fonte: InfoMoney

Por: Redação

Tags: Economia, Educação, Serasa