Economia

Previsto para sair no dia 20 de dezembro, o 13º salário do funcionalismo público vai ser antecipado para o dia 14, por determinação do governador Marcelo Miranda (PMDB). A medida tem por objetivo fomentar a economia no Estado, segundo o secretário da Fazenda, Dorival Roriz. "São R$ 104 milhões, o que representa um reforço muito grande para a economia do Estado, e que vai atender as necessidades dos nossos funcionários e do comércio local", explicou.

O presidente da CDL -– Câmara dos Dirigentes Lojistas de Palmas, Silvio Cunha, disse que o comércio vai se preparar para atender os servidores da melhor forma. "Nós vamos fazer um trabalho de conscientização do comércio, para que antecipe suas promoções, a preparação das lojas com produtos e atendentes, para que realmente esteja apto a receber os servidores a partir do dia 14", comentou o presidente.

O proprietário de uma ótica na capital, Diego Magalhães, acredita que a iniciativa vai garantir o fomento das vendas. "Se saísse no dia 20 poderia coincidir com a data em que muitos servidores viajam e, conseqüentemente, gastam fora. Mas saindo no dia 14 e com as promoções de fim de ano, estimulam as compras aqui no estado, inclusive para o natal", avaliou.

O salário de dezembro também vai ser antecipado e deve cair na conta dos servidores no dia 28, ao invés do 5º dia útil do mês de janeiro. Nesse caso, a antecipação se deve ao cumprimento da LRF – Lei de Responsabilidade Fiscal, que determina que a folha de pagamento deve ser fechada ainda em 2007. Somando a folha de novembro e dezembro e o décimo terceiro o governo deve gastar algo em torno de 312 milhões de reais com o funcionalismo público estadual.

 

Fonte: Secom