Geral

Um seqüestro seguido de roubo ocorrido na tarde desta segunda-feira, 26, em Aurora do Tocantins terminou na prisão de dois autores na cidade de Porto Nacional nesta madrugada de terça-feira, 27. Segundo testemunhas, quatro homens invadiram uma residência na Vila Cardoso, em Aurora, três deles imobilizaram o irmão da dona da casa, Sílvio da Rocha Silva, 33 anos e fugiram em direção a Taguatinga levando o seqüestrado no veículo Vectra, Placa MGJ-0835 da família e também um notebook .

A dona da casa, Patrícia Almeida Cardoso, ao se refazer do susto, ligou para o telefone 190 da PM e informou que ao perceber a ação dos elementos se trancou com a mãe em um dos quartos da casa e só saiu dali 30m depois. Disse também que os autores procuravam pelo esposo dela para receberem uma dívida.

A Polícia montou barreiras nas saídas e entradas das cidades circunvizinhas a Aurora e no início da noite policiais de Ponte Alta do Bom Jesus do Tocantins tiveram a informação de que os autores teriam abastecido o veículo em um posto de combustível na cidade de Novo Jardim. Mais tarde o proprietário da casa informou à polícia que o grupo teria ligado da cidade de Silvanópolis dizendo que o seqüestrado estava bem, mas que só seria libertado e o veículo liberado após o pagamento da dívida no valor de R$ 85 mil.

Na altura do KM 15, na cidade de Silvanópolis o veículo roubado passou pela viatura da PM, mas o motorista se recusou a parar na barreira, havendo portanto uma perseguição policial e novamente os autores fugiram. Por volta das 2h30 desta manhã, uma testemunha informou à polícia que o veículo Vectra estava escondido em um quintal na cidade de Porto Nacional.

A residência de Orlando de Sena Noleto, 38 anos foi cercada pela PM e após confessar o crime ele levou os policiais até uma casa abandonada na zona rural entre Porto Nacional e Silvanópolis, onde o seqüestrado encontrava-se num cativeiro com pés e mãos amarrados e imobilizado em pedaços de madeira. Ainda vigiado pelo adolescente E.J.O.N.L, de 17 anos, que estava armado com um revólver calibre 38 e uma pistola 7,65 municiados. O adolescente se recusou a abrir a porta para o policiais, mas a porta foi arrombada e ele desarmado e levado preso para a Delegacia de Porto Nacional junto com Orlando.

Ascom PM-TO

Por: Redação

Tags: cidade, Geral, Porto Nacional, Tocantins, Veículos