Estado

O Tocantins contabiliza índices positivos quanto à esperança de vida e a mortalidade infantil nos últimos 15 anos. Segundo pesquisa e análise divulgada nesta segunda-feira, 3, pelo IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, com dados de todo o País, os números animadores são reflexos de melhores indicadores sociais nas áreas da saúde, renda, desemprego e educação.

A pesquisa denominada "Tábuas Completas de Mortalidade" revela que a expectativa de vida do tocantinense passou de 66,16 anos para os nascidos em 1991, para 70,99 para as pessoas que nasceram em 2006. O crescimento, de 7,3% coloca o Tocantins na 16ª melhor posição com relação aos demais estados da federação. Já a expectativa do País para os nascidos em 2006 é de 72,35 anos de vida, enquanto que em 1991 era de 66,93.

Com relação à mortalidade infantil houve redução de 42,8% no mesmo período. O número de mortes registradas caiu de 49,1 para cada mil nascidos vivos em 1991 para 28,1 por mil vivos em 2006. Enquanto isso, a taxa de mortalidade do País teve declínio de 64,0% nos últimos 26 anos.

Com estes números o Estado aparece na 17ª posição no ranking nacional, à frente de estados como Piauí, com 29,3, e Ceará, com 30,8 mortes para mil vivos em 2006. Porém, se considerada a queda de mortes com relação aos anos anteriores o Ceará aparece com o melhor índice do País - 72,4%.

Pesquisa

A pesquisa é divulgada em cumprimento ao disposto no Artigo 2, do Decreto Presidencial nº 3266 de 29 de novembro de 1999 , que estabelece a divulgação anual da Tábua Completa de Mortalidade, referente ao ano anterior, no primeiro dia útil do mês de dezembro de cada ano.

A Tábua de Mortalidade de 2006 é uma projeção com base na mortalidade calculada para os anos de 1980, 1991 e 2000. O Tocantins passou a fazer parte dos cálculos somente a partir de 1991. A pesquisa completa está disponível no site do IBGE pelo endereço www.ibge.gov.br.

Secom

Por: Redação

Tags: Estado, Tocantins