Campo

A cultura da mandioca no Tocantins, em 2008, ganha mais incentivo. A Seagro – Secretaria da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, em parceria com o Ruraltins, prefeituras e associações de produtores rurais, está com o novo Projeto Integrado para o Plantio da Cultura da Mandioca. A intenção é fornecer matéria-prima para as agroindústrias de farinha já implantadas em Brejinho de Nazaré, Centenário e Cariri, localidades selecionadas para receberem o plantio.

Cada município contemplado contará com 50 hectares de área plantada do produto. Todo o material necessário ao cultivo está sendo disponibilizado pelos parceiros. A Seagro fornece o adubo, calcário e máquinas para o plantio mecânico. As associações rurais ficam responsáveis pela mão-de-obra e as prefeituras pelo preparo de solo e aquisição das mudas para o plantio.

A expectativa é que, com esse projeto, se demonstre à população rural que a mandioca pode deixar de ser uma cultura de subsistência para se tornar uma atividade economicamente rentável, especialmente ao pequeno produtor; já que não são necessários grandes investimentos podendo ser desenvolvida em pequenas áreas.

De acordo com a Diretoria de Produção Vegetal da Seagro, a previsão é colher, entre 2008 e 2009, em torno de 3.750 toneladas de mandioca nos três municípios, que, transformadas em farinha, podem chegar à produção de 18 a 21 mil sacos de 50kg do produto. O que gera uma receita bruta de aproximadamente R$ 240 mil. O plantio tem um investimento em torno de R$ 102 mil, envolvendo diretamente 60 famílias de agricultores familiares, promovendo emprego e renda à população rural do Tocantins.

Secom

Por: Redação

Tags: campo