Campo

Foto: Wherbert Araújo

Os agricultores familiares do PA - Projeto de Assentamento Renascer, localizado no município de Porto Nacional, a 52 km de Palmas têm motivos para comemorar. Após trabalhos de capacitação para a produção de alimentos para a comercialização, o governo do Estado, por meio do Ruraltins – Instituto de Desenvolvimento Rural do Tocantins, Secretaria Estadual da Agricultura, Pecuária e Abastecimento e Associação de Agricultores Familiares Renascer da Comunidade Jacó, realiza nesta sexta-feira, 22, a colheita de banana das espécies Prata e D´angola, plantadas em parceria com nove famílias numa área de quatro hectares na sede da associação. O evento acontece a partir das 9h, na sede da associação, a 40 quilômetros do município.

Na ocasião, estará presente o secretário Nacional de Reordenamento Agrário do MDA – Ministério do Desenvolvimento Agrário, Ademar Almeida. Ele vem ao Tocantins a convite da Seagro, para apresentar o Programa de Combate à Pobreza Rural, a linha de ação do PNCF – Programa Nacional de Crédito Fundiário. O programa será apresentado nesta quinta-feira, 21, às 14h30, no auditório da secretaria.

Utilizando uma técnica inovadora e ainda inédita no estado para a produção de frutas em grande escala, a associação comemora a fase final de um curso, iniciado em fevereiro de 2007, para a produção de banana. Através de aulas práticas ministradas em uma UD- Unidade Demonstrativa implantada na sede da associação, aos nove agricultores familiares. Para a instalação da UD, a associação contou com a parceria do governo do Estado, além das linhas de financiamento do PNCF – Programa Nacional do Crédito Fundiário e Pronaf – Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar. A previsão é de colher cerca de 80 toneladas da fruta por ano.

De acordo com a diretora de Desenvolvimento Agrário da Seagro, Francisca Marta Barbosa, atualmente existem no Tocantins, 60 projetos contratados pelo Crédito Fundiário e, deste total, 38 recebem assistência técnica do Ruraltins, sendo o PA Renascer, um modelo de referência para os demais no Estado. Ainda segundo a diretora, a assistência técnica é fundamental para o desenvolvimento de qualquer comunidade rural.

Parceiros

Fazem parte da parceria no programa, a Delegacia Federal de Desenvolvimento Agrário no Estado, Ministério Público Federal, SEAGRO, Ruraltins – Instituto Rural do Tocantins, a Adapec – Agência de Defesa Agropecuária, Itertins – Instituo de Terras do Tocantins, as Secretarias do Desenvolvimento Social, Cidadania e Justiça, Planejamento, Procuradoria Geral do Estado, Federação dos Trabalhadores da Agricultura e assessorias técnicas do crédito fundiário, entre outras entidades.

Fonte: Secom

Por: redação

Tags: Porto Nacional, campo