Polí­tica

Foto: Divulgação Tratores sucatados e agricultores do município desassistidos Tratores sucatados e agricultores do município desassistidos

Os vereadores Juvenal de Freitas (PT), José Maia das Chagas (PMDB) e Nivair Camargo (PPS) prometem recorrer ao Ministério Público para frear as irregularidades cometidas pela prefeita de Juarina, Maria Aparecida Alencar Alves (DEM).

O município localiza-se no centro-norte do estado, a 760 quilômetros da capital Palmas e segundo os vereadores é alvo de uma série de ilicitudes praticadas pela prefeita, que vão desde a compra de imóveis particulares com dinheiro público; investimentos em edificações e imóveis particulares custeados com recursos do tesouro municipal; moradias populares financiadas pelo programa administrado pela Caixa Econômica Federal, que deveriam ser destinados a famílias carentes mas que estão sendo destinadas a parentes da prefeita; nepotismo e contratação de veículos em nome de laranjas.

Na manhã desta quarta-feira, 5, os vereadores se acorrentaram na porta da Câmara de vereadores da cidade como forma de protesto pela aprovação no plenário da Câmara das contas da Prefeitura no exercício 2004 e 2005. A Câmara é composta de seis vereadores da situação e os três da oposição.

Segundo Freitas as contas foram aprovadas de forma irregular. O petista alega que as contas foram rejeitadas pelo Tribunal de Contas do Estado e a aprovação desrespeitou o regimento da Câmara ao colocar as contas em votação antes da análise. “Nós vamos recorrer requerendo a anulação da votação, já estamos vendo isto com os advogados”, informou.

Sucateamento

Os vereadores também acusam a atual administração de sucateamento dos bens públicos. Os tratores, o caminhão do PRONAF e a Van do transporte escolar estão sucatados, deixando os agricultores sem apoio e os alunos sendo transportados sem a mínima segurança em carrocerias de caminhões.

Umberto Salvador Coelho