Economia

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva anunciou que o governo pretende lançar uma campanha para que o brasileiro troque a geladeira velha por uma mais nova, com o objetivo de usar aparelhos mais eficientes energeticamente.

"Estou com uma idéia de fazer uma campanha para a renovação da geladeira de todo o povo brasileiro. Vender a geladeira velha, ganhar um bônus e comprar uma nova, mais econômica", afirmou em evento organizado pela revista The Economist.

Troca de geladeira

Segundo a Agência Brasil, o presidente ainda disse que verificará a possibilidade de o setor siderúrgico comprar a "sucata velha", para que o brasileiro troque a geladeira.

Ao ser questionada sobre a declaração do presidente, a Eletros (Associação Nacional de Fabricantes de Produtos Eletroeletrônicos) disse que não iria se posicionar, nem no que diz respeito ao plano de troca de geladeiras do governo nem sobre o fato de haver ou não espaço no mercado para conceder empréstimos e facilitar a reposição do aparelho.

Crédito e reposição

A declaração do presidente foi dada em um momento em que a reposição de geladeiras já está sendo considerada pelos brasileiros. Impulsionados pelas promoções e crédito farto, os consumidores não hesitaram em comprar eletrodomésticos e, em 2007/2008, foi identificado crescimento nas vendas no verão.

Um dos motivos apontados para este aumento é a necessidade de troca, por causa do término da vida útil dos eletrodomésticos comprados no período de 1994, quando entrou em vigor no Brasil o Plano Real. Outra razão para as vendas altas é o crédito farto, que possibilita o acesso das classes C e D ao mercado de consumo de linha branca, produtos de alto valor agregado.

Da redação com informações InfoMoney

Por: Redação

Tags: Economia, Geladeira