Estado

O Programa Mesa Brasil do SESC Tocantins fará a entrega de dez mil quilos de feijão para 31 instituições beneficentes de Palmas cadastradas no Programa. O alimento foi doado pela CONAB-TO (Companhia Nacional de Abastecimento), um dos importantes parceiros do Programa no Estado, e será repassado às entidades na próxima quinta, 3, às 15 horas, no Sesc Esplanada. Entre as entidades que serão atendidas, estão creches, hospitais, pastorais da criança, abrigo de idosos e casas de recuperação.

A coordenadora estadual do Mesa Brasil, Any Sandra Cunha Mendonça, fala que a doação vai alimentar 1.200 pessoas, durante um mês. "A doação de feijão será muito bem vinda para as entidades sociais que atendem comunidades carentes, considerando que uma família com dois adultos e três crianças, devem consumir no mínimo 0,60 gramas/dia por pessoa", acrescenta.

O alimento

Considerado um dos mais importantes componentes na alimentação do brasileiro, o feijão é um dos produtos de maior relevância econômico-social, mas para que uma família possa garantir o consumo mínimo de vitaminas e nutrientes existentes no grão, compromete mais de 10% da renda família.

De acordo com vice-presidente do Conselho Regional de Economia do Tocantins, Claudinei Leal, o feijão teve uma alta de 198%, o maior preço já alcançado em 15 anos.

O superintendente da CONAB no Tocantins, Vilmondes de Castro Macedo, diz que o preço vendido no mercado por um quilo depende da variedade da marca do grão. "A pouca oferta é um fatores que mais eleva o preço neste período antes da safra", ressalta.

O programa

Com sede nas cidades de Palmas, Araguaína e Gurupi, o Mesa Brasil do Sesc Tocantins atende cerca de 25 mil pessoas por mês, através de 123 instituições beneficentes cadastradas no Programa, redistribuindo alimentos excedentes próprios para o consumo ou sem valor comercial. O objetivo é integrar o SESC à empresas, instituições sociais e voluntários no esforço de diminuição das carências alimentares e do desperdício de alimentos, demonstrando que é possível minimizar os efeitos da fome e da desnutrição através de programas sociais práticos, a custo reduzido e aplicação imediata.

Fonte: Ascom Sistema Fecomércio SESC/SENAC-TO

Por: redação

Tags: Estado, Fecomércio, Senac, Sesc