Palmas

No dia 6 de junho às 20 horas, no Tênis Sesc, acontecerá o espetáculo teatral "Mala sem calça, palhaço sem alça" de direção e interpretação de Alexandre Casali, da Bahia, interpretando o palhaço Biancorino Bolofo. A história conta que ele - considerado um paspalho – chega de viagem da "Terra do porque não", onde tudo é possível. Com isso prepara um cenário perfeito e figurino adequado para executar um número clássico: o salto mortal ao copo dágua. No meio de muita confusão, fraldas e improvisação, Biancorino, divertirá o público com suas soluções infalíveis para as situações inusitadas, interagindo de forma hilária e suave. A entrada para o espetáculo é gratuita.

Como de costume, será realizada uma oficina com o tema: O Corpo Cósmico: introdução à pesquisa de um palhaço pessoa e de um teatro gestual. Desta vez serão dois dias, 7 e 8 de junho no Centro de Atividades do Sesc Palmas, das 9 às 12 horas e das 14 às 18 horas, com inscrições gratuitas. A oficina terá como facilitadores Lúcio Tranchesi e Alexandre Casali.

No dia 9 acontecerá o "Pensamento Giratório", às 20 horas, na sala Sinhozinho, no Espaço Cultural. O painel discutirá a relação entre a comédia brasileira e as tradições populares. Com participação de Wentemberg Nunes, Marcelo Souza, Alexandre Casali e Lúcio Tranchesi. A entrada é franca.

No dia 10, será a vez do espetáculo "O Jogo do Amor" com o grupo Chama Viva Cia. de Teatro do Tocantins. Com direção de Antonio Guedes, e no elenco: Cícero Belém, Marcélia Belém, Juliano Gomes, Emiliane Duarte e Nival Correia. A apresentação será no Theatro Fernanda Montenegro, às 20 horas. Entrada custa seis reais inteira e três meia.

No dia 11, os palmenses poderão se divertir com o espetáculo "O Sapato do meu tio", da Bahia, com Lúcio Tranchesi e Alexandre Casali, com direção de João Lima. A peça conta a história de dois palhaços: o tio e o sobrinho, que viajam sobre uma carroça de cidade em cidade e vão se conhecendo a cada percurso. Durante a viagem, oscilam entre momentos de angustia, tristeza, alegria, riso, lágrimas. O espetáculo é uma homenagem ao ofício do palhaço, o respeito mútuo, o aprendizado e o crescimento do ser.

E no dia 12 acontecerá o Intercâmbio entre os atores baianos Lúcio Tranchesi e Alexandre Casale, e o grupo Chama Viva de Palmas. Uma oportunidade para que os grupos cênicos de Estados diferentes possam se conhecer e trocar experiências. Informações sobre o Projeto Palco Giratório podem ser obtidas pelo telefone 3219-9127.

 

Fonte: Ascom Sistema Fecomércio Sesc/Senac-TO

Por: Redação

Tags: Palco Giratório, Palmas, Sesc