Meio Ambiente

Com o apoio do ministro do Meio Ambiente, Carlos Minc, deputados da Frente Parlamentar Ambientalista e representantes de entidades ligadas ao setor querem tirar a senadora Kátia Abreu (DEM-TO) da relatoria da área na elaboração do Orçamento de 2009. Num abaixo-assinado dirigido ao líder dos DEM no Senado, José Agripino (RN), alegam que, além de ser candidata a presidente da Confederação Nacional da Agricultura (CNA), Kátia "é autora do projeto de decreto legislativo que suspende a aplicação das salvaguardas ambientais na concessão de financiamentos agrícolas, assim como notória defensora da política agrícola na forma predatória do meio ambiente".

Outra justificativa é que ela é "membro da Comissão de Agricultura e Reforma Agrária do Senado". A ofensiva contra Kátia ganhou força num café da manhã, realizado hoje, antes do ato de comemoração do Dia Mundial do Meio Ambiente, no dia 5. Minc estava presente. Para o deputado Fernando Gabeira (PV-RJ), a senadora do DEM de Tocantins não é o melhor nome. "Tem a questão simbólica, deveria ir para o cargo alguém menos partidário, mais identificado com a política de desmatamento", alegou.

Pelo menos num ponto Gabeira e Kátia concordam: ela questiona por que o PT e os demais partidos com prioridade na escolha da relatoria optaram pela Comissão de Infra-Estrutura e não pela do Meio Ambiente. "Se tivessem argumentos sólidos para demonstrar aos seus partidos que essa relatoria era tão importante, deveriam ter mais argumentos e mais consistência para tirar da cabeça do PT que não escolhesse a Infra-Estrutura", alegou. A opção do governo, na opinião do deputado do PV do Rio, "apenas mostrou como o meio ambiente é tratado de forma secundária".

Qualquer que seja o total de adesões ao documento, Agripino adiantou que não tem motivos para mudar a relatoria. "Não há a menor hipótese de meu partido mudar de idéia", afirmou. "Além da competência, a senadora tem convicções e senso de equilíbrio." Tampouco Kátia vê motivos para desistir da tarefa.

Preconceito

"Ninguém conversou comigo para saber minha opinião, não sou sabuja de ambientalistas, o abaixo-assinado é preconceituoso e eu não aceito este tipo de preconceito e quem me conhece sabe que vou seguir a lei", rebateu. A senadora Marina Silva (PT-AC) aceitou o convite da senadora do DEM para conversarem na terça-feira sobre os setores que serão favorecidos pelos recursos do Orçamento.

Fonte: Agência Estado

Por: redação,

Tags: Meio Ambiente, Senado