Campo

Foto: Divulgação Foto - Valério Zelaya Foto - Valério Zelaya
  • Luciano Ribeiro - Escada de Peixe Manuel Alves
  • Foto - Luciano Ribeiro

Estão circulando, a partir desta quinta-feira, 26, no Diário Oficial e imprensa no Estado, os dois editais de licitação para venda de lotes no Projeto de Irrigação Manuel Alves, na região Sudeste do Tocantins. Concorrem aos lotes, interessados que se enquadrem nas duas categorias definidas pelo Ministério da Integração Nacional: Lotes Empresariais e Lotes Pequeno Produtor Qualificado. A oferta para empresas será de nove lotes, variando de 35 a 200 hectares. Já os pequenos produtores concorrerão a lotes cujas medidas variam de 8 a 12 hectares, padrões nacionais para culturas irrigadas.

“Nossa expectativa é de atrair produtores interessados em somar, trazendo sua experiência e capacidade de investimento para este que é um dos maiores projetos de irrigação do país”, anunciou na tarde desta quarta-feira, 25, o secretário de Recursos Hídricos e Meio Ambiente do Tocantins, Anízio Costa Pedreira. O perfil dos produtores está definido nos termos de referência que acompanham o edital. A data limite para entrega de propostas é o dia 20 de agosto, nos horários especificados no edital para cada categoria.

Além de preencher requisitos que incluem nacionalidade brasileira, maioridade, e experiência na área agrícola, os interessados deverão comprovar capacidade financeira para implantar o projeto, além de apresentarem um plano de plantio para o lote, indicando as culturas que desejam desenvolver. O Projeto Manuel Alves conta com um consórcio de empresas encarregado da gestão do projeto que inclui: assistência técnica, administração de custos operacionais, e consultoria para adequação das culturas produzidas às necessidades de mercado.

“Estamos conduzindo este projeto de forma que ele obtenha sucesso, gerando lucratividade para os investidores, e emprego e renda para a região”, assegurou o secretário. Os lotes comercializados através destes editais complementam a área de 5 mil hectares destinada a primeira etapa do projeto. Os primeiros contemplados já tomaram posse de suas áreas, que se encontram em fase inicial de desenvolvimento agrícola.

Os que já iniciaram o plantio investiram em frutíferas, como a banana, e culturas de rápido ciclo, para sua manutenção imediata, a exemplo do feijão e abóbora. Na área empresarial o grupo Carpello já iniciou a produção de mudas para o plantio da pupunha, que será cultivada ainda por mais 22 pequenos proprietários, com garantia de compra pela empresa.

Consultas ao edital:

www.cpl.to.gov.br

Mais informações via email:

manuelalves@srhma.to.gov.br

 

Por: Redação

Tags: Licitação, Manuel Alves, campo