Economia

Consumidores dos estados de Roraima e Maranhão estão no topo da lista quando o assunto são cheques devolvidos por insuficiência de fundos. Por outro lado, São Paulo é o último do ranking, de acordo com pesquisa da Serasa referente aos seis primeiros meses de 2008, divulgada nesta quarta-feira, 23.

O estudo revela que, nas unidades federativas que aparecem em primeiro e segundo lugares no ranking, dentro de um universo de mil cheques compensados, 81,6 e 67,5, respectivamente, voltaram. Os paulistas devolveram 15,6 folhas em mil no período.

Acima e abaixo da média

Ao todo, no período, 20 estados tiveram índice de devolução de cheques acima da média nacional, que foi de 20 folhas para cada mil compensações no primeiro semestre de 2008. Rio Grande do Sul foi o mais próximo do índice (20,4).

Abaixo do índice nacional, ficaram Rio de Janeiro (19,3), Minas Gerais (18,6), Santa Catarina (18,4), Mato Grosso do Sul (17,3), Paraná (17,1) e São Paulo (15,6).

Por regiões

Considerando ainda os primeiros seis meses do ano, a Região Norte é aquela onde há maior índice de não-compensação de folhas por insuficiência de fundos: 42,2 a cada mil. Em seguida, vêm Nordeste, Centro-Oeste, Sul e Sudeste. Veja:

Cheques devolvidos a cada mil compensados

Região                        Janeiro a junho

Norte                                      42,2

Nordeste                               33,4

Centro-Oeste                       24,7

Sul                                         18,7

Sudeste                                 17

 

Fonte: InfoMoney

Por: Redação

Tags: Cheques, Economia