Estado

A Prefeitura de Porto Nacional está com tudo pronto para a Campanha Nacional de Multivacinação. O “D” acontece neste sábado, dia 9, em todas as unidades e postos de saúde do município. Devem ser vacinadas, dentro da Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomelite, crianças de 0 a 5 anos. Já a Campanha de Multivacinação contra o Sarampo e a Rubéola é destinada à imunização de homens e mulheres de 20 a 39 anos, independente de já ter se vacinado antes.

Na zona rural a imunização está acontecendo desde o dia 21 de julho e se prolonga até o dia 15 de setembro. Já na zona urbana a vacinação pode ser feita até o dia 13 de setembro. A meta do município é vacinar 985 crianças de até 1 ano e 4.204 de 1 a 5 anos, ou seja 100% das crianças, num total de 5.189. Em relação às mulheres a meta é vacinar 4.722, de 20 a 29 anos, e 3.387 de 30 a 39 anos, totalizando 8.109 mulheres vacinadas. Quanto aos homens a meta é imunizar 4.715, de 20 a 39 anos, e 3.289 de 30 a 39 anos, somando 8.004 homens. Ou seja, 16.113 homens e mulheres vacinados com dupla viral contra Sarampo e Rubéola.

A coordenadora Municipal da Vigilância Epidemiológica e Imunização, Milka Tomaz, orienta aos pais para que não esqueçam de levar seus filhos menores de 5 anos ao posto de vacinação, a fim de protegê-los contra a paralisia infantil. “É importante não esquecer de levar o cartão de vacinação das crianças”, alerta. Os adultos também não devem deixar de se vacinarem.

Rubéola e sarampo

A rubéola é uma doença transmitida pelo ar (pelo togavírus). Os sintomas são febre, manchas avermelhadas pelo corpo e inchaço nos gânglios atrás das orelhas. Mulheres gestantes infectadas correm o risco de transmitir a doença para o feto, podendo causar aborto, parto prematuro e má formação congênita. Também transmitida pelo ar (pelo vírus morbili), o sarampo é uma doença altamente transmissível, causa febre alta, manchas pelo corpo, tosse intensa e conjuntivite.

 

Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Porto Nacional

Por: Redação

Tags: Estado, Porto Nacional, Vacinação