Palmas

Avaliar a situação da amamentação e da alimentação complementar em crianças menores de um ano, visando subsidiar o planejamento de políticas de Aleitamento Materno que promovam a prática da amamentação, como estratégia de redução da mortalidade infantil. Esses são os objetivos da II Pesquisa Nacional de Prevalência do Aleitamento Materno realizada pela secretaria municipal de Saúde (Semus), no próximo sábado, 09, em todas as Unidades de Saúde, juntamente com a 2ª etapa da campanha de vacinação contra a poliomielite e da vacinação contra a rubéola.

A Organização Mundial de Saúde (OMS) recomenda a amamentação exclusiva até o sexto mês de vida e, a partir daí, a introdução de outros alimentos complementares e a manutenção do aleitamento materno até os dois anos ou mais.

No Brasil, apesar de estudos evidenciarem uma tendência de aumento da prática da amamentação nas últimas décadas, não faltam indícios de que ações de proteção, promoção e apoio a amamentação devem ser intensificadas, uma vez que estamos longe de atingir as metas propostas pela OMS.

A primeira pesquisa aconteceu em 1999 e a realização da segunda pesquisa demonstrará o perfil do aleitamento materno na atualidade. Na referida data, a prevalência do aleitamento materno em menores de quatro meses era de 34,4% em Palmas. No Estado, a pesquisa será realizada apenas na Capital.

XVII Semana de Amamentação é celebrada em Palmas

A conscientização sobre a importância da amamentação é temática da primeira semana de agosto em todo o mundo. Em Palmas, a secretaria municipal de Saúde (Semus), realiza, durante toda esta semana, nas unidades de saúde, atividades para as gestantes, nutrizes e familiares, com palestras sobre amamentação e apoio, vídeos educativos, dentre outros. Nesta terça-feira, 05, a população da quadra 906 sul (antiga arse 92), terá palestra, a partir das 8 horas, na Unidade de Saúde da Família.

A Semus também realiza, desde o início de julho, cursos como "Promoção, Manejo em Aleitamento Materno e Alimentação Complementar", no Auditório da secretaria.

O evento

A semana mundial do aleitamento materno acontece em mais de 120 países. A campanha foi criada em 1992, pela ONG Aliança Mundial para a Ação em Aleitamento Materno (WABA) com apoio do Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF). A WABA define anualmente o tema central da ação, o qual passa a ser discutido e unifica as comemorações em todo o mundo. O tema deste ano, "Se o assunto é amamentar, apoio à mulher em primeiro lugar". O tem objetivo é aumentar a conscientização sobre a necessidade e a importância da amamentação, disseminar informação atualizada sobre como apoiar a mulher e incentivar a criação de condições de excelência para prover apoio à mulher em todos os círculos.

 

Fonte: Ascop

Por: Redação

Tags: Aleitamento, Palmas